Bolsonaro volta a desvalorizar a ciência e diz que não vai vacinar a filha

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Jair Bolsonaro
    38.º presidente do Brasil
BRASILIA, BRAZIL - DECEMBER 13: President of Brazil Jair Bolsonaro holds a pen during an event to celebrate the national day of Northeastern Brazilian folk music Forró on December 13, 2021 in Brasilia, Brazil.  (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)
Bolsonaro vem fazendo ataques sistemáticos às vacinas que combatem a Covid-19
  • Bolsonaro falou que espera não haver 'interferência do Judiciário' na questão

  • Questão levantou polêmicas até mesmo de forma interna no Ministério da Saúde

  • A vacina já foi autorizada pela Anvisa

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a desvalorizar a ciência nesta segunda- feira (27), em sua viagem a São Francisco do Sul (SC), onde deve passar o fim do ano, ele afirmou que não vai vacinar a filha Laura de 11 anos.

“Minha filha não vai ser vacinada…Deixar bem claro. Ela tem 11 anos de idade”, falou o presidente. Bolsonaro disse ainda que espera “ que não haja interferência do judiciário” na decisão sobre a vacina infantil.

Leia também

A vacinação contra Covid - 19 já foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para crianças na faixa de 5 a 11 anos. O avanço da vacinação é considerado o grande responsável pela redução do número de mortes por Covid 19.

Ainda nesta segunda- feira, a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid 19, do Ministério da Saúde, elaborou uma nota técnica em que reforça a segurança da aplicação da vacina em crianças. "Antes de recomendar a vacinação da Covid 19 para crianças, os cientistas realizaram testes clínicos com milhares de crianças e nenhuma preocupação séria de segurança foi identificada”, escreveu a chefe da pasta, Rosane Leite de Melo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos