Bolsonaro volta a atacar Lula sobre corrupção em Belém

Bolsonaro participa de evento em Esteio (RS)

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), voltou a atacar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e disse que o petista continuará no "lixo da história" e "nunca mais vai roubar o povo brasileiro".

"Fiquem tranquilos, o Lula continuará no lixo da história. Este cara nunca mais vai roubar o povo brasileiro", disse Bolsonaro durante discurso em Belém, onde participou de uma motociata. "Ser honesto não é virtude, é obrigação de qualquer cidadão."

A crítica de Bolsonaro ocorreu após os apoiadores terem xingado Lula durante o comício. O candidato à reeleição tinha dito que, apesar de o Estado ser laico, ele é cristão.

"E nós, diferentemente do outro candidato, defendemos a vida desde a sua concepção, dizemos não ao aborto, dizemos não à ideologia de gênero, dizemos não à legalização das drogas", disse o presidente, repetindo algumas de suas bandeiras de campanha.

Nos últimos dias, Bolsonaro tem subido o tom nos ataques a Lula, líder nas pesquisas de intenção de voto, com o objetivo de aumentar a rejeição do petista.

Mesmo em segundo lugar e estagnado na corrida eleitoral conforme os levantamentos, o candidato à reeleição voltou a afirmar que vai vencer já em 2 de outubro.

"A todos vocês, só tenho que agradecer o apoio que tive em 2018 e tenho certeza que o apoio será dobrado por ocasião das eleições de 2 de outubro. E o que é melhor, nós vamos ganhar no primeiro turno", disse.

A campanha de Bolsonaro decidiu publicamente falar que vai ganhar na primeira rodada de votação, segundo fontes, com o objetivo de manter a militância bolsonarista envolvida com a eleição.

A iniciativa também pode colocar em xeque um eventual resultado desfavorável no próximo dia 2, em linha com os questionamentos que o presidente faz ao sistema eleitoral por meio das urnas eletrônicas.