Bolsonaro volta a dizer que Enem tem questões 'ideológicas'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro fez novas críticas ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nesta quarta-feira, dizendo que a prova teve questões "ideológicas", mas disse que o governo está "aos poucos mudando isso".

Na semana passada, Bolsonaro disse que as perguntas do exame "começam agora a ter a cara do governo". A frase causou reação de parlamentares, que vira uma tentativa de interferência.

— Olha as provas do Enem, como eram há pouco tempo. Questões que não tinham nada a ver com nosso futuro. Estamos aos poucos mudando isso. Acusaram a mim e ao ministro de ter interferido na prova do Enem. Se eu pudesse interferir, pode ter certeza, a prova estaria marcada para sempre, com questões objetivas de fato, não com questões ideológicas, como ainda vimos nessa prova — disse Bolsonaro, durante cerimônia no Palácio do Planalto sobre credenciamento de escolas cívico-militares.

Na segunda-feira, um dia após a realização da primeira parte do Enem, o presidente havia declarado que "ainda" houve "ideologia" na prova, mas que o exame estaria "mudando".

Também nesta quarta, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, disse que "é claro" que o banco de questões do Enem tem perguntas suficientes "para mais algum tempo".

Como o GLOBO mostrou, o banco de questões não recebeu novos itens no governo Bolsonaro. Segundo duas pessoas que participaram da elaboração das provas, não há questões disponíveis para o exame de 2022.

— É claro que temos. Temos um banco, já composto há muitos anos, um banco de perguntas. Essas perguntas são selecionadas por uma equipe de técnicos e profissionais, que observam aquelae pesos de dificuldade de cada questão, para ter um equilíbrio nas perguntas e nas provas. Então nós temos isso. Isso não impede que outras perguntas sejam aduzidas a esse banco, mas nós temos o suficiente aí para mais algum tempo — disse Ribeiro, em entrevista coletiva após a cerimônia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos