Bolsonaro compartilha vídeo de ato anti-Congresso por WhatsApp, segundo jornal

Equipe HuffPost

O presidente Jair Bolsonaro compartilhou nesta terça-feira (25) por meio do seu celular pessoal um vídeo em que convoca a população a comparecer às manifestações no dia 15 de março em que faz críticas ao Congresso Nacional.

De acordo com a jornalista Vera Magalhães, do Estadão, o vídeo tem tom dramático e traz cenas do atentado que o presidente sofreu em 2018 na cidade de Juiz de Fora.

Segundo a narrativa, Bolsonaro “quase morreu” em defesa do País e agora precisa do apoio popular para defendê-lo. 

A mensagem compartilhada pelo presidente circulou no aplicativo WhatsApp. No texto, enviado juntamente com o vídeo, Bolsonaro escreveu: “O Brasil é nosso, não dos políticos de sempre”.

O trailer tem pouco mais de 1 minuto e começa com o hino nacional seguido de imagens de Bolsonaro. 

Nas redes sociais, cartazes do ato do dia 15 demonstram apoio ao governo e pedem atitudes contra o Congresso.

Em outros panfletos, há fotos do general Augusto Heleno, do vice-presidente Hamilton Mourão e de outros militares que estariam contra Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, e Davi Alcolumbre, do Senado.

Diante da convocatória, o General Santos Cruz usou o Twitter para criticar as mensagens. “Confundir o Exército com alguns assuntos temporários de governo, partidos políticos e pessoas é usar de má fé, mentir, enganar a população”, escreveu.

Continue a ler no HuffPost