Bomba de calor é a melhor forma de aquecer uma casa

·2 min de leitura
A maneira mais barata de aquecer uma casa durante a transição para um mundo mais verde será com uma bomba de calor. (Getty Images)
  • Bomba de calor pode ajudar a reduzir o valor das contas de aquecimento na Europa

  • Melhoria da eficiência energética ajudará a bomba de calor ser mais barata que hidrogênio

  • União Europeia quer abandonar o combustíveis fósseis na próxima década

Apesar de todo o entusiasmo em torno do hidrogênio, a maneira mais barata de aquecer uma casa durante a transição para um mundo mais verde será com uma bomba de calor.

Leia também

Essa é a descoberta de um novo estudo feito por organizações de consumidores europeias, que afirmam que as bombas - que retiram calor do ar circundante - podem ajudar a reduzir as contas de aquecimento em um quarto em comparação com o custo das caldeiras a gás convencionais. O veredicto sobre as caldeiras movidas a hidrogênio é severo: elas "nunca serão uma opção econômica". E a União Europeia e seus estados membros devem evitar apoiar o gás no setor residencial, disseram os grupos.

“A eletrificação - seja por uma bomba de calor ou aquecimento urbano nas cidades - combinada com melhorias na eficiência energética, será muito mais barata e conveniente do que o hidrogênio”, disse Monique Goyens, diretora geral da Organização Europeia de Consumidores, BEUC. É “vital que os consumidores não sejam pressionados a investir em experimentos caros, como hidrogênio”.

Proteger os consumidores vulneráveis ​​dos custos de transição energética tornou-se um desafio fundamental para o plano da UE de reduzir as emissões e alcançar a neutralidade do carbono em meados do século. O recente aumento nos preços da energia exacerbou essas preocupações, colocando o assunto na agenda dos líderes nacionais que se reunirão em Bruxelas no próximo mês.

União Europeia quer abandonar o combustíveis fósseis na próxima década

A Comissão Europeia, braço executivo da UE, enfatizou a necessidade de acelerar o abandono dos combustíveis fósseis, ao mesmo tempo que endossa medidas para proteger os cidadãos dos aumentos dos preços da energia. As organizações de consumidores, que incluem o grupo guarda-chuva BEUC, disseram que o bloco e os Estados membros devem priorizar a implantação de bombas de calor e evitar estabelecer uma meta para a mistura de hidrogênio nas redes de gás existentes.

“Os países devem fornecer subsídios de até 100% do investimento inicial necessário para que os consumidores vulneráveis ​​façam a mudança”, disse o relatório, acrescentando que os governos devem garantir fundos para que os bancos possam oferecer melhores taxas de juros aos consumidores.

As organizações contrataram a Element Energy para realizar a análise, que considerou o período de 2025 a 2040. É quando a legislação está sendo revisada e engloba a vida útil média de uma caldeira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos