Bomba da Segunda Guerra é desativada na cidade alemã de Colônia

Bomba da Segunda Guerra é desativada na cidade alemã de Colônia

Uma bomba da Segunda Guerra Mundial foi desativada nesta terça-feira (21) no centro de Colônia, depois de ter provocado a evacuação da Ópera, de estúdios de televisão e interromper o tráfego ferroviário e fluvial.

O artefato de meia tonelada, de origem americana e descoberto na segunda-feira à noite na margem direita do Reno, perto da estação ferroviária central, foi desativado pouco antes do meio-dia, anunciou a prefeitura em um comunicado à imprensa.

"Os 10.000 funcionários das empresas envolvidas e os 15 habitantes podem retornar para os prédios da área", acrescentou a prefeitura.

A Ópera, vários escritórios e estúdios do canal privado de televisão alemão RTL foram evacuados pela manhã.

Uma apresentadora pegou um avião para Berlim para apresentar da capital o jornal do meio-dia, relatou o grupo em seu site.

A bomba foi descoberta perto da movimentada ponte ferroviária Hohenzollern, que leva à catedral e à estação central.

Fechada durante a desativação, foi reaberta ao tráfego de trens, anunciou a operadora Deutsche Bahn no Twitter.

A estação de Messe/Deutz e o espaço aéreo também foram reabertos. Parado no momento de desativação da bomba, o tráfego fluvial foi retomado nesta importante artéria europeia.

A descoberta de bombas da Segunda Guerra Mundial é comum na Alemanha. A anterior data de 12 de janeiro, realizada em Dortmund, no oeste do país. Cerca de 14.000 pessoas tiveram de deixar suas casas.

Em 2017, 65.000 pessoas foram evacuadas, na maior operação desse tipo desde 1945, quando uma enorme bomba britânica de 1,4 tonelada foi descoberta em Frankfurt.

Em setembro, um artefato explosivo de 250 quilos foi desativado em Hannover, o que exigiu a evacuação de 15.000 pessoas.