Bombardeio russo deixa 2 mortos em mercado no leste da Ucrânia

Ao menos duas pessoas morreram e outras seis ficaram feridas nesta segunda-feira (9) durante um bombardeio da Rússia a um mercado no oblast (província) de Kharkiv, no leste da Ucrânia, informaram autoridades locais.

"Seis pessoas ficaram feridas em um ataque com bombas em Shevchenkove. Outras duas morreram", escreveu o governador de Kharkiv, Oleh Synyehubov, no aplicativo Telegram, junto com imagens de bombeiros entre escombros e focos de incêndio.

Na cidade de Kherson, no sul da Ucrânia, o governador Yaroslav Yanushevych contabilizou uma morte e uma pessoa ferida após um ataque em um bairro residencial.

No leste, as tropas russas efetuaram um "bombardeio maciço" em Kurakhivka que deixou ao menos dois feridos e danificou dezenas de casas, segundo o governo local.

A Presidência ucraniana informou no domingo que duas pessoas morreram e outras dez ficaram feridas no país.

No mesmo dia, a vice-ministra da Defesa, Hanna Maliar, já havia informado sobre uma situação "muito difícil" em Soledar, localidade situada 15 quilômetros a nordeste de Bakhmut, também no leste.

O Exército, por sua vez, confirmou que Bakhmut continua sendo "o ponto mais sangrento do front, onde acontecem os confrontos mais violentos".

"O inimigo concentrou o máximo de forças prontas para o combate, incluindo unidades [do grupo] Wagner", uma organização paramilitar que luta ao lado das tropas russas, segundo Serhiy Cherevaty, porta-voz do comando oriental do Exército ucraniano.

Segundo o serviço de inteligência ucraniano, a Rússia se prepara para iniciar novos ataques ao sistema elétrico do país.

As ofensivas ocorrem após um cessar-fogo unilateral de 36 horas, decretado pelo presidente Vladimir Putin na última sexta-feira e no sábado, por ocasião do Natal ortodoxo. Embora os confrontos não tenham parado durante a trégua, estes foram menos intensos.

bur/ybl/es/mb/yr/rpr