Exército destrói túnel que saía de Gaza rumo a Israel

Jerusalém, 18 mar (EFE).- O Exército de Israel destruiu ao longo da noite um túnel do Hamas que ia de Gaza em direção ao território israelense, segundo informaram fontes militares, que denunciaram que o movimento islâmico está agravando a situação na fronteira.

"Nesta noite houve atividades das forças de combate, que lidaram com infraestrutura subterrânea. Foi inutilizado um túnel dentro de Gaza que estavam escavando em Kerem Shalom em direção a um subterrâneo antigo que foi detectado e atacado em 2014 e que penetrava o território israelense", explicou o porta-voz do Exército, tenente-coronel Jonathan Conricus.

Conricus acrescentou que em outubro do ano passado foi inaugurado um sistema avançado para detectar e inutilizar túneis que impede que essas passagens voltem a ser usadas no futuro.

O Exército também atacou com aviões da Força Aérea "uma infraestrutura militar subterrânea no centro de Gaza, em resposta a artefatos explosivos colocados nos últimos dias perto da cerca fronteiriça", acrescentou.

"O Hamas investe quantidades significativas de esforços, dinheiro e recursos para a atividade terrorista, em vez de destiná-los às necessidades do povo de Gaza", afirmou.

Segundo o porta-voz, o movimento islâmico "tenta criar na região da cerca uma nova área de atrito e combate" com o Exército, e elevou a tensão, algo que "não será permitido". Apesar dos incidentes, Conricus afirmou que a situação está controlada e que "não há ameaças fora do normal". EFE