Ofensiva do EI contra SDF no nordeste da Síria mata pelo menos 38

(Atualiza número de vítimas).

Cairo, 2 mai (EFE).- Pelo menos 38 pessoas morreram nesta terça-feira em uma ofensiva do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) contra áreas controladas pelas Forças Democráticas da Síria (SDF), uma aliança armada liderada por milícias curdas, no nordeste do país.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos informou que entre os falecidos estão 23 civis, incluindo menores de idade e mulheres, bem como deslocados iraquianos, enquanto os demais mortos são combatentes. A este número se somam cinco suicidas do EI que cometeram os atentados com cintos explosivos.

De acordo com a entidade, os jihadistas lançaram um ataque contra pontos de Rayen al Salibi e Al-Shaddadah, no sul da província nordeste de Al-Hasakah e perto da fronteira com Iraque.

Segundo o Observatório, perto de Rayen al Salibi acontecem enfrentamentos entre os dois lados e na região existem centos de deslocados de outras zonas que esperam poder se mudar em algum momento à cidade de Al-Hasakah, capital da província homônima.

As SDF, apoiadas por aviões da coligação internacional e forças especiais americanas, dominam mais de 90% de Al-Thawrah, uma localidade estratégica por sua proximidade com a barragem do Rio Eufrates, a maior do país e nas mãos do EI. Sempre que se sente ameaçado em determinado lugar, o EI responde com contra-ataques em outras áreas da Síria.

Desde novembro, as SDF desenvolvem em Al Raqqa, a principal fortificação dos extremistas nos territórios sírios, a ofensiva "Ira do Eufrates" para expulsar os terroristas da região. EFE