Bombardeiro americano B-52 sobrevoa Oriente Médio para marcar política de Biden

·1 minuto de leitura
Um B-52H Stratofortress em missão na região do Oriente Médio

Um bombardeiro americano B-52 sobrevoou trechos do Oriente Médio nesta quarta-feira (27) em uma demonstração de força do novo governo do presidente democrata Joe Biden, que está se preparando para um relacionamento desafiador com o Irã, informou o Pentágono.

O B-52H Stratofortresss, com capacidade nuclear, fez um voo de ida e volta a partir da base aérea Barksdale na Louisiana, acompanhado em momentos diferentes por aviões de combate americanos e aviões-tanque de reabastecimento.

Durante um trecho, ele também foi acompanhado por caças F-15 da Real Força Aérea Saudita.

Foi a terceira missão do tipo realizada neste ano, as duas primeiras durante a administração anterior liderada pelo republicano Donald Trump para manter uma presença ameaçadora ao Irã.

Embora Biden, que assumiu a Presidência em 20 de janeiro, tenha sinalizado sua intenção de descongelar as relações com Teerã, a nova missão mostrou que a política estratégica dos Estados Unidos não mudou.

"Esta missão defensiva de curto e longo alcance tinha o objetivo de demonstrar a capacidade do Exército americano para mobilizar poder aéreo em qualquer lugar do mundo para impedir uma potencial agressão e mostrar o compromisso dos Estados Unidos com a segurança regional", observou o Comando Central dos Estados Unidos em um comunicado.

pmh/dw/llu/gma/ap/mvv