Bombas, clima de guerra e muita confusão: loucura antes da final entre Flamengo e Independiente

Torcedores rubro-negros causam caos na porta do hotel onde os argentinos iriam se hospedar; tumulto só acabou com intervenção militar

Já é tradicional no Brasil as tentativas das torcidas de atrapalhar os adversários sul-americanos antes de jogos decisivos pelas grandes competições continentais. No entanto, os seguidores do Flamengo exageraram na véspera da final da Copa Sul-americana contra o Independiente.

Nesta terça-feira (12), pouco mais de 500 torcedores rubro-negros causaram caos na porta do hotel onde o Independiente se hospedaria, na Barra da Tijuca. Além do foguetório e da gritaria, muitos tentaram invadir o local para agredir torcedores argentinos, e a confusão só acabou quando o Batalhão de Choque da Polícia Militar chegou e utilizou bombas de gás lacrimogêneo e tiros de borracha para dispersar o grupo.

O curioso é que o Independiente sequer estava no local durante a confusão, já que realizava um treino no Estádio Nilton Santos.

Diante da confusão, os argentinos, segundo a rádio CBN, sequer voltaram para a Barra. Eles foram para um hotel da mesma rede, em Copacabana, onde foram registrados foguetórios até cerca de 1h30 da madrugada de terça para quarta.

Você já viu o app do Yahoo Esportes? Baixe agora!
Download para iOS
Download para Android
Download para Windows