Bombeiro civil de 24 anos é encontrado morto após rave no interior de São Paulo

·1 min de leitura

RIO — Um bombeiro civil de 24 anos foi encontrado morto, na manhã desta segunda-feira, na represa do clube Náutico de Araraquara, no interior de São Paulo, após uma festa rave que ocorreu no local. O corpo de Renan Mesquita estava boiando na água. O caso é investigado pela delegacia de Américo Brasiliense.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o corpo do jovem foi encontrado por funcionários que chegavam para trabalhar, próximo a uma cachoeira. Não havia sinais aparentes de ferimentos provocados por armas. A identificação de Renan foi feita por policiais civis.

A rave começou no sábado e durou cerca de 48 horas. Cerca de dez mil pessoas compareceram ao evento. O bombeiro civil, que morava em São Joaquim da Barra, também em São Paulo, havia ido para o local com amigos, numa van de excursão.

Esses amigos perceberam o desaparecimento de Renan, que o procuraram e, como não conseguiram localizá-lo, decidiram voltar para casa e iniciaram uma campanha em redes sociais buscando informações.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos