Bombeiros buscam ambientalista desaparecido na represa Billings, em SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Corpo de Bombeiros mantém duas equipes na busca pelo ambientalista Adolfo Souza Duarte, 41, conhecido como Ferrugem, desaparecido desde a noite de segunda (1º) na represa Billings, na região do Grajaú, zona sul de São Paulo.

Duarte é presidente da ONG Meninos da Billings, que, além de atuar em questões de preservação no entorno da represa, realiza passeios de barco pelo local.

Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 19h30, Duarte abordou um grupo que estava em um bar nas margens da represa para divulgar o passeio.

Segundo depoimentos do grupo, um dos amigos pagou R$ 55 para que todos pudessem ingressar na embarcação e percorrer parte da represa. Ao término do passeio, que teria durado cerca de 30 minutos, houve um solavanco, e Duarte e uma das passageiras caíram na água.

A mulher conseguiu ser resgatada pelos outros tripulantes da embarcação. Duarte, por sua vez, sumiu.

Um dos passageiros teria assumido o controle do barco, que estava a cerca de 20 metros do ponto onde haviam embarcado. Quando voltaram, pediram socorro aos frequentadores de um bar que conheciam Duarte.

O grupo diz ter sido agredido pelas pessoas do bar que estranharam a ausência do ambientalista. Uma das mulheres que estavam na embarcação disse para a Polícia Civil teve seu celular tomado no momento da confusão. Exames de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal) apontaram lesões em parte do grupo.

Em depoimento ao 101º DP (Jardim das Imbuias), o grupo declarou não conhecer Duarte e que não teria motivos para agredi-lo.

A esposa do ambientalista, a cabeleireira Uiara Duarte, 39, também disse desconhecer possíveis ameaças contra o marido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos