Bombeiros de Londres têm 'dia mais cheio desde a 2ª Guerra Mundial', diz prefeito

Região de Wennington, na Grande Londres, onde bombeiros combateram fogo que destruiu diversas casas. (Foto: Leon Neal/Getty Images)
Região de Wennington, na Grande Londres, onde bombeiros combateram fogo que destruiu diversas casas. (Foto: Leon Neal/Getty Images)
  • Corpo de Bombeiros recebeu mais de 2.600 chamadas

  • Londres está em estado de alerta para incêndios

  • Ao menos 41 propriedades foram destruídas

Em meio a uma intensa onda de calor que atinge a Europa, os bombeiros de Londres, capital da Inglaterra, tiveram o dia mais intenso de trabalho desde a Segunda Guerra Mundial nesta terça-feira (19), disse o prefeito Sadiq Khan.

“Normalmente nós recebemos 350 chamadas por dia, em um dia cheio pode chegar a 500. Ontem os bombeiros receberam mais de 2.600 ligações em um dia”, disse em entrevista.

Londres é uma das quinze áreas do Reino Unido onde foi declarado estado de emergência. A temperatura, que tem causado incêndios pelo país, atingiu seu recorde em Coningsby, Lincolnshire: 40,3ºC.

Nesta quarta-feira (20), a expectativa é que as temperaturas fiquem um pouco mais amenas, porém seguem altas. Um aviso de emergência amarelo foi emitido pelo Met Office, que prevê chuvas fortes e tempestades de raios.

Segundo o prefeito, o corpo de bombeiros de Londres recebeu 2.600 ligações sobre incêndios e ao menos 41 propriedades foram destruídas.

Em Wennington, região do leste da capital, cem bombeiros combatem um incêndio que destruiu diversas casas, estábulos e carros. Agentes descreveram a situação como “inferno absoluto”.

600 mortes e incêndios florestais

A Europa sofre há uma semana com uma forte onda de calor extremo que vem produzindo estragos. As altas temperaturas, com termômetros em torno de 40ºC, já provocaram quase 600 mortes, a maioria de idosos, de acordo com autoridades locais. Na França, Espanha e em Portugal os incêndios florestais resultaram na fuga de milhares de pessoas de suas casas. Os meteorologistas dizem que a onda de calor deve se estender para além deste final de semana. De acordo com a previsão, novos recordes de temperatura devem ocorrer nos próximos dias. As informações são do G1.

Neste sábado (16) o governo britânico fez uma reunião de emergência para organizar uma resposta às altas temperaturas. As autoridades também emitiram um alerta vermelho para calor excessivo no início desta semana, quando os termômetros podem bater os 40°C pela primeira vez no país. As autoridades orientaram os moradores de Londres a não pegar o metrô ou viajar nos trens regionais nos próximos dias, a menos que seja extremamente necessário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos