Bombeiros registram 21 chamados para quedas de árvores nesta terça-feira (17) em SP

LARISSA TEIXEIRA
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Entre a madrugada e a manhã desta terça-feira (17), a chuva que caiu sobre a cidade de São Paulo agravou o trânsito, derrubou árvores e formou pontos de alagamento. O tempo chuvoso e nublado deve continuar nos próximos dias. O Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), da Prefeitura de São Paulo, registrou uma média de 23,2 mm de chuva na capital entre 0h e 12h desta terça-feira. A cidade ficou em estado de atenção para alagamentos até 11h58. Durante toda a manhã, o trânsito na cidade foi acima da média. Segundo dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), às 9h a cidade registrava 8,3% de lentidão, a média máxima costuma ser 3,7%. Um ônibus chegou a ser arrastado pela água na rodovia Dutra. Os passageiros conseguiram sair ilesos. Até 14h35, o Corpo de Bombeiros já havia registrado uma enchente, um desabamento e 21 chamados para quedas de árvore na região metropolitana de São Paulo. Em um dos casos, por volta das 5h, a árvore caiu sobre uma residência no Jaraguá (zona norte de SP). A mãe e criança foram socorridas antes das viaturas chegarem. Já em Mairiporã (Grande SP), a queda foi sobre um muro e também não houve vítimas. Segundo o CGE, da madrugada até as 18h, foram registrados 14 pontos de alagamentos nas regiões norte, leste, sul e central. De acordo com CGE, ainda pode haver pancadas de chuvas em pontos isolados no período da noite. O órgão informou que esta instabilidade deve continuar nos próximos dias devido uma frente fria. A previsão para esta quarta-feira (18) é de tempo nublado e chuva. Os termômetros irão variar entre 17ºC e 21ºC. Na quinta-feira (19) deve haver uma nova queda de temperatura, variando entre 16ºC de mínima e 20°C de máxima. Também há previsão de chuva, que deve ser mais intensa durante a madrugada e diminuir durante o dia. Nos próximos dois dias, o risco de alagamentos e deslizamento de terras continua. Na quarta-feira, este risco é alto e pode levar a queda de árvores.