Bonzinho nas telas, astro de "Harry Potter" foi flagrado com rosto em pilha de cocaína

Bonzinho nas telas, astro de
Bonzinho nas telas, astro de "Harry Potter" foi flagrado com rosto em pilha de cocaína (Foto: Reprodução/Warner Bros. Pictures)

Conhecido por viver o bondoso Alvo Dumbledore na franquia "Harry Potter", o ator Richard Harris parece ter tido uma vida muito mais agitada do que os fãs do bruxinho conheciam. Em um novo documentário, os filhos do ator revelaram que já o encontraram com o rosto em uma pilha de cocaína e relembraram o seu temperamento explosivo.

As revelações foram feitas por Jamie, Jared e Damian, herdeiros do ator morto em 2002, no documentário "The Ghost of Richard Harris" ("O Fantasma de Richard Harris", em tradução livre), a ser lançado em breve. Em uma das entrevistas, Jamie relembrou o episódio com a pilha de cocaína:

"Eu entrei no quarto dele e era como uma cena de 'Scarface'", descreveu, fazendo referência ao filme de 1983 em que Al Pacino interpreta um traficante de drogas. "Ele tinha derrubado esse saco de cocaína no carpete e ele tinha estourado, e ele estava com o rosto bem no meio daquilo. Ele era imprevisível."

Jared, por sua vez, relembrou uma briga em um bar, na qual o seu pai se envolveu por conta de seu temperamento explosivo: "Ele finge que vai colocar a sua cerveja na mesa e então se volta para atacar o homem", contou.

"O cara está desmaiado no chão e a namorada dele está ao redor, dizendo: 'Você matou o meu namorado!'", continuou. Ele ainda disse que, na ocasião, Harris teria jogado o resto de sua cerveja no rosto do homem e, quando ele fez menção de acordar, fugiu do local, porque acreditava que não venceria um "segundo round".

Nascido na Irlanda, Harris morreu aos 72 anos, vítima da doença de Hodgkin, um tipo de câncer no sistema linfático. Com anos de carreira no teatro, na TV e no cinema, o ator ficou mais conhecido após viver o diretor da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts na franquia criada por J.K. Rowling.

Descrito nos livros como "calmo e agradável", a interpretação de Harris do personagem levou os fãs a creditarem o ator como o "Dumbledore perfeito". No terceiro filme, "Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban", lançado em 2004, o personagem foi vivido por Michael Gambon, que continuou no papel até o fim da franquia cinematográfica, em 2011.