Borat de 'Amor e sexo' segue internado no CTI, mas quadro de saúde apresenta melhora, diz hospital

Rafael Nascimento
·2 minuto de leitura

O ator Bruno Miranda, o personagem Borat do programa "Amor e sexo", continua internado em estado grave no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Segundo a unidade de saúde informou na manhã desta sexta-feira, houve uma melhora no quadro de saúde do artista, que está estável. Bruno, que precisou passar por cirurgia, foi baleado na última quarta-feira por um policial militar no Recreio dos Bandeirantes.

"O Bruno permanece internado no CTI do Hospital Municipal Lourenço Jorge. No momento, o paciente tem quadro estável, apresentando melhora", consta do comunicado do hospital.

Borat teve o rim direito e o intestino atingidos por um tiro disparado pelo PM Fabio dos Santos, durante uma confusão de trânsito. Bruno foi socorrido pelo Corpo de Bombeiro e levado às pressas para o hospital, onde a bala foi retirada numa cirurgia de emergência.

Mulher do artista, médica Mariana Melgaço de Mello também falou sobre a situação do marido: "Ele está com uma bolsa de colostomia e que seu intestino responda muito bem à cirurgia", disse ela, que pediu que os fãs continuem a orar pelo ator.

"Vamos continuar fazendo nossas preces, orações, mandando muito energia positiva para que o Bruno tenha uma ótima evolução e recuperação."

Bruno estava a caminho da academia quando foi baleado

Segundo os agentes do programa Recreio Presente, o sargento Fábio dos Santos teria descido do veículo para discutir com outro motorista e acabou sacando a arma e atirando. Ainda segundo os agentes, após o disparo, o policial tentou fugir e a arma foi encontrada escondida em uma árvore próxima ao local e apreendida.

O policial foi localizado e conduzido à 16ª DP (Barra da Tijuca), que investigará o caso. Ele já possui duas passagens pela polícia, uma por falso testemunho e outra lesão corporal feito a uma ex-namorada. O PM foi preso e vai responder por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma.

A família de Bruno informou que ele estava caminhando sozinho para a academia, após estacionar, quando ocorreu a batida de dois carros, um dirigido por uma mulher (o veículo capotou) e outro pelo PM.

"O Bruno e um casal foram ajudar a tirar a mulher do carro capotado. O PM, alterado, entrou na luta corporal com o homem do casal e tentou atirar nele. Porém, a bala sobrou para o Bruno, perfurando sua regiao periumbilical à direita", explica o comunicado publicado no Instagram do ator.