Borisov vence legislativas na Bulgária e agora busca aliados

Por Vessela SERGUEVA
Borisov participa de uma entrevista coletiva após a vitória

O partido conservador do primeiro-ministro Boiko Borisov se encontrava em busca de aliados nesta segunda-feira, depois de, no domingo, ter vencido as eleições legislativas na Bulgária, superando os socialistas partidários de uma aproximação com a Rússia.

Os resultados oficiais, com 94% dos votos apurados, dão a seu partido Gerb 32,6% dos votos e 96 deputados de um total de 240, mais que no atual parlamenot (84).

Os socialistas (PSB), com 27% dos votos (79 cadeiras), duplicaram o número de seus deputados, mas não conseguiram tirar o poder dos conservadores, que dominam o cenário político búlgaro desde 2009.

O ex-primeiro-ministro, pró-ocidental e europeísta, havia renunciado em novembro dois anos antes do final de seu mandato após o fracasso na eleição presidencial frente ao candidato socialista.

Boiko Borisov deverá tentar formar governo através de uma aliança com pequenos partidos nacionalistas, reagrupados sob a etiqueta "Patriotas Unidos". Essa aliança, segundo as pesquisas, estaria competindo pelo terceiro lugar com o MDL, que representa a minoria de origem turca.

Com a vitória de Gerb "o consenso pró-ocidente fica preservado", disse Parvan Simeonov, do Instituto Gallup, à rede televisiva estatal BNT.

Os temas internacionais dominaram a campanha das legislativas, as terceiras em quatro anos, embora a corrupção endêmica e a redução do nível de vida continuem sendo prioridade dos eleitores do país mais pobre da União Europeia (UE).