Botafogo: Gols sofridos a partir de sequência de falhas defensivas expõem fragilidade do setor

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por mais que o técnico Luís Castro tenha enfatizado a dificuldade que vive para achar a formação ideal no meio-campo do Botafogo, os últimos jogos do alvinegro expuseram outra deficiência da equipe no atual momento da temporada. Dos últimos cinco gols sofridos pelo Botafogo, quatro saíram em lançamentos feito nas costas de defensores do alvinegro — Fortaleza, Coritiba e os dois marcados por Pedro Raul, para o Goiás, na segunda-feira. O padrão de erros consecutivos aponta uma fragilidade notada pelos adversários da equipe.

Contra o Goiás, Fellipe Bastos aproveitou desatenção do sistema defensivo e cruzou para Pedro Raul aparecer nas costas de Víctor Cuesta e cabecear para o empate. Depois, após Patrick de Paula perder bola no meio campo, Vinicius foi lançado na esquerda, atrás de Saravia, e tocou para Pedro Raul marcar o segundo.

Contra o Coritiba, Igor Paixão dominou lançamento nas costas de Kanu, driblou Gatito e marcou. Já contra o Fortaleza, Lucas Lima recebeu nas costas de Daniel Borges e escorou para Moisés marcar.

Além disso, Luís Castro também busca a formação ideal para o meio-campo. Sem repetir escalação em nenhuma das onze partidas que fez sob o comando do clube, Castro conseguiu com, Oyama, Lucas Fernandes e Tchê Tchê, que o setor apresentasse mais solidez durante a maior parte do tempo, embora o meia recém-chegado do Atlético-MG não tenha rendido tanto quanto os companheiros de setor, com 10 perdas de bola e apenas quatro duelos ganhos em onze divididas.

Por outro lado, quando o treinador teve que fazer alterações na equipe por cansaço, caso de Lucas Fernandes, que fez a melhor partida pelo Botafogo, não conseguiu com que o time mantivesse o rendimento. Patrick de Paula, escolhido para entrar em campo no lugar do camisa 18, acabou vaiado no fim da partida.

Na próxima quinta-feira, o Botafogo enfrentará o Palmeiras, às 19h, no Allianz Parque, e pode, pela primeira vez, ter o mesmo time que começou contra o Goiás.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos