Botafogo lamenta morte de Agnaldo Timóteo: cantor pagou velório de Garrincha e invadiu campo após pênalti perdido

O Globo
·1 minuto de leitura

Morto neste sábado, aos 84 anos, em decorrência de complicações da Covid-19, o cantor Agnaldo Timóteo foi lembrado pelo Botafogo. O artista era torcedor fanático do alvinegro.

"Com muita dor, o Botafogo lamenta a morte de Agnaldo Timóteo, cantor e compositor brasileiro, botafoguense apaixonado. O Clube deseja conforto aos amigos e familiares neste momento difícil", escreveu o clube.

O artista não foi um torcedor comum do Alvinegro. Por décadas, ele este envolvido com o clube como sócio e também ativo na política botafoguense. Dois momentos ilustram bem o tamanho da paixão de Agnaldo Timóteo pelo Glorioso. Ele quem custeou o velório do ídolo Garrincha, em janeiro de 1983.

Um outro momento emblemático aconteceu no ano seguinte. Durante a partida válida pela Taça Brasil, entre Botafogo e Operário-MT, no Rio, o cantor e então deputado estadual invadiu o campo após o atacante Cláudio Adão perder um pênalti.

Inconformado, Agnaldo foi até o jogador e o advertiu pelo erro. O jogo foi paralisado enquanto o torcedor ilustre dava bronca em Adão. A derrota eliminou o time da competição.

Em entrevista ao programa "Conversa com o Bial", da TV Globo, Agnaldo brincou:

-O árbitro não podia me prender, pois eu era deputado - disse.