Botafogo-PB irá rescindir com jogadores e comissão técnica

Eliminado da Série C, o Botafogo encerrou as atividades no ano e deve retomar o futebol apenas em novembro. Foto: (Cristiano Santos/Botafogo-PB)
Eliminado da Série C, o Botafogo encerrou as atividades no ano e deve retomar o futebol apenas em novembro. Foto: (Cristiano Santos/Botafogo-PB)

Após a derrota para a Aparecidense por 1 a 0 no último sábado, o Botafogo da Paraíba começou a dispensar os jogadores de seu elenco e a comissão técnica responsável por comandar o clube na eliminação da Série C do Campeonato Brasileiro. Oito jogadores já deixaram o clube ainda em Goiânia, já o restante do grupo retornou para João Pessoa, mas não irá atuar mais pelo clube neste ano.

Sem atividades competitivas para o restante da temporada, o Belo irá montar o elenco para a temporada de 2023 apenas a partir de novembro, após as eleições do clube. Alexandre Cavalcanti, presidente do Botafogo, não pretende concorrer à reeleição e irá deixar tudo 'limpo' para a próxima gestão. Ele comentou sobre o processo de limpa do elenco: "Todos os atletas já foram comunicados que as atividades estão encerradas e agora vamos negociar as rescisões de todo mundo. Depois disso é que vamos avaliar o que fazer, se vem outra comissão técnica, se vai aproveitar algum jogador. A única coisa que posso dizer é que essa semana não tem atividade".

Leia também:

Já saíram do Botafogo o goleiro Victor Golas, os zagueiro Jonathan Costa e Reginaldo, os volantes PH e Tinga, os meias Nadson e Anderson Rosas, e o atacante Marcelinho. Estes atletas já tiveram, inclusive, suas rescisões de contratos registradas no Boletim Informativo Diário da CBF, permitindo que assinem com outras equipes para o fim do ano.

Itamar Schülle, técnico do Botafogo na reta final da temporada, comandou o clube por apenas oito jogos, tendo 37,5% de aproveitamento, vencendo apenas uma partida, empatando seis e perdendo uma.