Botafogo perde a nona em casa e se afasta da Libertadores

A sina alvinegra de colecionar maus resultados em casa teve mais um capítulo ontem. Jogando mal, o Botafogo perdeu por 2 a 0 para o Cuiabá, que briga contra o rebaixamento, e voltou a ouvir vaias de sua torcida no Nilton Santos.

Além da derrota, o alto número de chances desperdiçadas também irritou os pouco mais de 16 mil torcedores presentes, que cantaram “time sem vergonha” durante o jogo e vaiaram na saída de campo. Nas redes sociais, John Textor, dono da SAF, desaprovou a atitude e pediu que os botafoguenses apoiassem o time, pois “não há lugar como a nossa casa”, como escreveu o americano.

Falso domínio

De qualquer forma, a realidade é que, mais uma vez, o Botafogo não conseguiu vencer no Nilton Santos. Com a derrota, o time se afastou do G8 e perdeu a chance de garantir vaga na Sul-Americana -- só o empate já bastaria. Além disso, manteve o jejum de não conseguir vencer duas vezes seguidas em seus domínios. O alvinegro é o terceiro pior mandante do Brasileirão e tem um aproveitamento de 37% jogando contra times da parte de baixo da tabela quando o jogo é no Rio.

O primeiro tempo foi de domínio quase que completo do Botafogo. Nos 30 minutos iniciais, o time teve pelo menos quatro boas chances de abrir o placar. Duas com Tiquinho, que desperdiçou ótima chance cara a cara com Walter após bobeada da zaga adversária dentro da área, e outras com Júnior Santos e Jeffinho, que pararam em boas defesas do goleiro Walter.

Como quem não faz leva, o Cuiabá marcou na única chance real que criou. Deyverson ligou contra-ataque com belo passe para Cafu. O atacante cruzou para André Luís, que completou no contrapé de Gatito Fernández.

Na volta do intervalo, o técnico Luís Castro colocou Lucas Fernandes numa tentativa de equilibrar o meio-campo, que mais uma vez ficou enfraquecido com a formação inicial de quatro atacantes. Mas enquanto o time tentava se organizar com a nova formação, Deyverson aproveitou bola cruzada em escanteio e cabeceou no canto esquerdo de Gatito para marcar o segundo do Cuiabá.

Na sequência, ainda entraram Rafael e Jacob Montes, mas não teve jeito. Embora tenha mantido a posse de bola, o Botafogo deu ainda mais espaços ao Cuiabá e não levou mais perigo.