Botafogo trabalha para evitar chegar aos três meses de atraso salarial; briga contra retorno do Carioca continua

Antonio Mota

Decisão extracampo! Em meio à pandemia do novo coronavírus e forte crise financeira, o Botafogo vai precisar encontrar uma forma de reduzir dívidas com jogadores e funcionários. Internamente, o clube tem buscado recursos para evitar que débitos fiquem ainda maiores. As informações são do GloboEsporte.com.

Sem dinheiro e fluxo de caixa, o Glorioso tem acumulado despesas. Até o momento, o clube deve os salários de março e abril aos atletas e também para alguns colaboradores, além de diretos de imagem e de vencimentos de dezembro de 2019 para parte do plantel. A folha de maio fecha na próxima sexta-feira (5).


Botafogo trabalha para evitar 3 meses de salários atrasados.

Para evitar somar três meses em salários atrasados, o clube tem pretensões de quitar honorários ainda nesta semana. Vale lembrar que o Botafogo demitiu mais de 40 funcionários há um mês e que fornecedores tiveram suas atividades interrompidas. A agremiação ainda estuda aplicar a Medida Provisória 936 para reduzir jornadas de trabalho e para suspender contratos.

Além de tentar resolver os seus problemas financeiros, o Fogão segue, junto ao Fluminense, em conflito com os outros clubes do Rio, incluindo Flamengo e Vasco, por conta da pressa para retomada do Campeonato Carioca. A dupla é contra a retomada do estadual e defende que tudo seja ‘reiniciado’ apenas após liberação governamental.


FBL-BRA-BOTAFOGO-BANGU-HONDA

Em nota, o Glorioso aceitou esboçar datas para o recomeço do calendário e até pode voltar aos gramados em junho, mas tudo vai depender do posicionamento das autoridades. A ‘briga’ deve esquentar ainda mais no decorrer desse mês.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.