Botafogo vira diante do Coritiba e volta a vencer após 12 jogos

Marcello Neves
·2 minuto de leitura
Foto: Vitor_Silva / Vitor Silva/Botafogo

Antes sem vencer no Brasileiro há 12 jogos, o Botafogo sabe que há partidas onde qualquer resultado diferente da vitória é um desastre. Enfrentar o Coritiba, então 18º colocado que não vence há sete rodadas, era um deles. Então o triunfo por 2 a 1 ontem, de virada, precisa ser efusivamente comemorado. Não apenas pelos três pontos na bagagem, mas pelo fato de o Alvinegro ter mostrado poder de reação no Couto Pereira— algo importante para qualquer equipe que está lutando desesperadamente contra o rebaixamento.

É preciso tirar o chapéu para Eduardo Barroca. Se o Alvinegro não foi brilhante, afinal ambas as equipes estão onde estão por algum motivo, ao menos conseguiu se impôr. O treinador montou uma equipe que teve mais posse de bola e finalizou mais. Otimismo não combina com os botafoguenses, mas dá para ter esperança por dias melhores.

O Botafogo superou até mesmo as "coisas que só acontecem com o Botafogo". O gol do Coritiba foi marcado por Neílton, ex-atleta alvinegro, que fez o Coxa voltar a ter um atacante marcando após dois meses de seca.

Mas a vantagem paranaense era mentirosa. Antes do gol, o Botafogo já merecia estar na frente. Depois então, virou jogo de um time só. Pelo alto, Pedro Raul venceu a defesa do Coritiba e desviou cruzamento para empatar. Pouco depois, Matheus Sales cometeu pênalti e o centroavante alvinegro converteu para virar. Sabino ainda desperdiçaria um pênalti para o Coritiba nos minutos finais.

Barroca sabe que não será possível jogar bem sempre. Também sabe que o importante neste momento é somar pontos independentemente da maneira que for. Mas mesmo na lanterna, fica a sensação de que há uma luz no fim do túnel. O próximo compromisso é diante do Corinthians, no domingo, às 16h, no Nilton Santos.