Bots espalharam discurso a favor da Superliga Europeia nas redes sociais, aponta consultoria

·2 min de leitura

A polêmica tentativa dos gigantes europeus em organizar uma competição de clubes exclusivas, a Superliga Europeia, perdeu força desde que seu início e fim foram anunciados, entre abril e maio. Agora, um estudo revela que, no auge da discussão, as redes sociais viraram campos de discussão dominados por "bots" (contas robôs) que espalharam manifestações a favor da competição.

Segundo estudo da consultoria "Pandemia Digital", divulgado pelo jornal "El Confidencial", a hashtag #EstamosContigoPresi, em apoio a Florentino Pérez, presidente do Real Madrid e um dos principais idealizadores da liga, chegou a receber 18 mil tuítes oriundos de 7 mil contas, boa parte delas recém-criadas no Twitter.

Outro fenômeno observado pela consultoria foi a organização de "trolls", perfis concentrados em desestabilizar as discussões sobre o assunto. Um deles teria feito 144 tuítes sobre a Superliga e chegou a postar dez vezes no mesmo segundo. Muitos desses perfis retuitavam, também, conteúdo de veículos, pessoas e insituições ligadas à direita da Espanha.

A presença de usuários com nome seguido de oito números, um traço comum na criação de bots, foi percebida pelo estudo assim que o projeto da Superliga foi anunciado. Muitos deles tinham um traço comum: o início do nome de usuário com a palavra "alejand".

Outro comportamento apontado foi a reprodução da frase "A Superliga é uma boa ideia e revolucionará o futebol", tuitada dezenas de vezes por alguns usuários. Aleksander Ceferin, presidente da Uefa e um dos principais adversários públicos da Superliga, também foi alvo: a hashtag #CeferinOut ganhou 220 mil postagens em um dia, no fim de abril.

O estudo ressalta que, com ou sem os robôs, o assunto centralizou as discussões na rede: um volume de mais de 2 milhões de tuítes sobre o assunto partiu de 272 mil perfis em apenas três dias desde o anúncio do projeto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos