Boulos diz que seus dados cadastrais do SUS foram alterados por "xingamentos" e culpa bolsonarismo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidential candidate Guilherme Boulos of the Socialism and Freedom Party (PSOL) speaks next to candidate Jair Bolsonaro of the Party for Socialism and Liberation (PSL) during their first television debate at the Bandeirantes TV studio in Sao Paulo August 10, 2018. REUTERS/Paulo Whitaker
Ex-candidato do PSOL à prefeitura de São Paulo afirmou que os nomes dos seus pais foram alterados no sistema por "ofensas e xingamentos grosseiros" (Foto: REUTERS/Paulo Whitaker)
  • O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, disse nesta segunda-feira (19) que sofreu um "ataque bolsonarista"

  • Segundo ele, os nomes dos seus pais foram alterados no sistema do SUS por "ofensas e xingamentos grosseiros"

  • O Ministério da Saúde admitiu que houve alteração indevida na base de dados do Cartão Nacional de Saúde (CNS)

O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, disse nesta segunda-feira (19) que sofreu um "ataque bolsonarista" ao ter seus dados alterados do cadastro no Sistema Único de Saúde (SUS).

Ao G1, o ex-candidato do PSOL à prefeitura de São Paulo afirmou que os nomes dos seus pais foram alterados no sistema por "ofensas e xingamentos grosseiros".

Leia também:

"Estamos diante de um ataque que é a cara do bolsonarismo e que mostra até que ponto as garras bolsonaristas estão estendidas sobre a máquina pública. É lamentável que nem mesmo o SUS esteja a salvo do Gabinete do Ódio!", disse Boulos.

Além disso, o também ex-candidato à presidência da República contou que não consta a informação da aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 no sitema. Nas redes sociais, Boulos publicou um vídeo recebendo o imunizante na semana passada.

O Ministério da Saúde admitiu que houve alteração indevida na base de dados do Cartão Nacional de Saúde (CNS).

"O Ministério da Saúde informa que verificou uma alteração na base do CNS realizada por uma pessoa credenciada para utilizar o sistema de cadastro de dados. Cabe esclarecer que já foi solicitado o bloqueio da credencial usada nestas ações", disse em nota.

O ministério também afirmou que registro de dados sobre vacinação é realizado por estados e municípios e informou que "caso não esteja disponível após 10 dias da imunização, o cidadão deve procurar a unidade de saúde" onde a vacina foi aplicada.

"As informações de vacinação disponibilizadas por meio do Conecte SUS Cidadão dependem dos registros enviados por estados e municípios. Caso não esteja disponível após 10 dias da imunização, o Ministério orienta que o cidadão procure a unidade de saúde."

Senator Gleisi Hoffmann leaves the Federal Police headquarters, where Brazilian former President Luiz Inacio Lula da Silva is imprisoned, after visiting him, in Curitiba, Brazil September 3, 2018. REUTERS/Rodolfo Buhrer
A presidente do PT, então, precisou apresentar novos documentos, para comprovar que ela, de fato, estava viva (Foto: REUTERS/Rodolfo Buhrer)

Ataque contra a presidente do PT

Na semana passada, a presidente PT, Gleisi Hoffmann, precisou provar que está viva para tomar a segunda dose da vacina da Covid-19. Segundo ela, seu cadastro no SUS foi alterado e ela foi classificada como "morta".

A deputada federal recebeu a primeira dose do imunizante em junho, em uma unidade do SUS em Brasília. Pouco depois, porém, foi contatada por profissionais da saúde que a informaram de que seu cadastro no sistema havia sofrido baixa por óbito.

A presidente do PT, então, precisou apresentar novos documentos, para comprovar que ela, de fato, estava viva.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos