Boxeadora nocauteia rival e comemora com topless no ringue

Luta terminou com comemoração inusitada da boxeadora que venceu o combate. Foto: Getty Images
Luta terminou com comemoração inusitada da boxeadora que venceu o combate. Foto: Getty Images

Uma luta de boxe entre boxeadoras mulheres chamou a atenção do público que acompanha a “nobre arte”. Tai Emery venceu por nocaute no primeiro round a tailandesa Rung-Arun Khunchai em uma luta sangrenta do BKFC (Bare Knuckle Fighting Championship) , uma competição de boxe sem luvas.

A boxeadora australiana surpreendeu ao subir nas cordas para comemorar sua vitória em sua estreia no BKFC, mostrando os seios para o público em um topless que deu a volta ao mundo. Só no Twitter foram quase cinco milhões de visualizações e no Instagram postagem foi banida considerando seu conteúdo como pornográfico.

Leia também:

"Uma celebração interessante, eu nunca tinha visto isso antes ", disse o comentarista de televisão surpreso com a apresentação da boxeadora australiana.

"Bem-vindo ao boxe sem luvas, Tai Emery ", comentou outro locutor.

Tai Emery é uma boxeadora australiana de 35 anos que tem uma conta no site adulto 'OnlyFans'.

Antes de competir no boxe sem luvas, Tai Emery participou da popular Legends Football League e Lingerie Football League e perdeu duas lutas amadoras de MMA (Mixed Martial Arts).

Em 2018, os Estados Unidos trouxeram legalmente o boxe sem luvas, que havia sido proibido desde 1887.

O último grande combate desta modalidade tinha sido disputado ilegalmente em Richburg (Mississippi) em 8 de julho de 1889 entre L. Sullivan e Jake Kilrain.

Agora, 131 anos depois, o boxe sem luvas reapareceu legalmente em uma noite em Cheyenne (Wyoming) e tem atraído muitos fãs, que agora vão conhecer ainda mais a modalidade, após a grande repercussão do combate realizado no último final de semana.