Braceletes da rainha Maria Antonieta são leiloados por R$ 44,8 milhões

·1 min de leitura
Braceletes de Maria Antonieta
Joias permaneceram na família real durante quase 200 anos

(REUTERS/Denis Balibouse)

  • Braceletes pertencentes à rainha francesa Maria Antonieta foram à leilão

  • Joias foram compradas por R$ 44,8 milhões

  • Valor pago é mais que o dobro da estimativa inicial

Um par de braceletes que pertenceram à rainha francesa Maria Antonieta foram arrematados, nesta terça-feira (9), por US$ 8,18 milhões, equivalentes a R$ 44,8 milhões. O valor da venda, realizado pela casa de leilões Christie’s, é mais que o dobro da estimativa inicial de US$ 2 milhões a US$ 4 milhões.

Cada um dos braceletes é composto por três fileiras de diamantes, totalizando 112 pedras encrustadas. As peças foram entregues em uma caixa de veludo azul com o selo “braceletes da rainha Maria Antonieta”.

Leia também:

Rahul Kadakia, diretor internacional de joias que conduziu a venda, explicou ao público que as joias permaneceram na família real durante quase 200 anos. Antes de ser guilhotinada, em 1793, Maria Antonieta escreveu uma carta na prisão de Tulherias, em Paris, dizendo que um cofre de madeira com joias seria enviado para ser guardado. Sua filha, Maria Teresa, o recebeu ao chegar à Áustria.

O comprador que levou para casa as raridades deu lances por telefone e não foi identificado. O leilão também colocou à venda um anel de diamante e rubi Art Déco encomendado pelo duque de Windsor à Cartier, mas não atraiu interessados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos