Votos brancos e nulos foram os menores desde 2002 na eleição para presidente

Segundo TSE, alto grau de comparecimento de eleitores pode ter sido uma das causas para longas filas em seções por todo o país; Índice de brancos e nulos foi considerado baixa pelo órgão
Segundo TSE, alto grau de comparecimento de eleitores pode ter sido uma das causas para longas filas em seções por todo o país; Índice de brancos e nulos foi considerado baixa pelo órgão

Em comparação às eleições de 2002, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o pleito deste ano teve o menor percentual de votos nulos e brancos para presidente, sendo 2,8% de nulos e 1,6% de brancos.

Comparado ao pleito de 2018, houve queda de mais de 50% e 30%, respectivamente.

No entanto, entre as eleições majoritárias de 2002 e 2018, os votos nulos cresceram 3,3%, enquanto os brancos aumentaram 8,1%.

Ainda no mesmo período, desta vez no segundo turno, o crescimento de votos nulos foi de 128% e bateu recorde no pleito em que Jair Bolsonaro foi eleito.

O número de brasileiros aptos a votar neste ano chegou à casa dos 156,5 milhões, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em coletiva de imprensa, concedida neste domingo (2), o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Alexandre de Moraes, destacou o baixo índice de votos brancos e nulos e disse que, embora falte análise mais aprofundada, isso explicaria a formação de filas em várias localidades pelo país durante a votação.

O presidente do TSE atribuiu esse baixo índice à polarização política, mas também a uma suposta maior confiança no processo eletrônico de votação.

"Talvez tenha sido um dos motivos concorrentes para que tenha ocorrido filas em alguns locais", disse.

Além disso, Moraes citou como outros motivos o tempo maior usado na urna para o eleitor confirmar o voto, além de muitos eleitores votarem nos mesmo horários, ocorrendo um pico de movimentação.

"[O baixo índice de nulos e brancos] é um dado interessantíssimo porque representa uma maior participação efetiva na escolha dos dirigentes do país", encerrou.