Branson vende participação de R$ 1,6 bilhão na Virgin Galactic

·2 min de leitura
Richard Branson vendeu outros R$ 1,6 bilhão em ações da Virgin Galactic Holdings, aproveitando seu maior ativo listado novamente para sustentar um império de negócios.
  • Dono da Virgin, Branson vendeu mais de 15.6 milhões da própria companhia

  • Lucros irão apoiar os negócios de viagens e lazer de Branson para o espaço

  • Virgin, criada em 1970, desde então se tornou ligada a mais de 40 empresas em todo o mundo

Richard Branson vendeu outros US$ 300 milhões (R$ 1,6 bilhão) em ações da Virgin Galactic Holdings, aproveitando seu maior ativo listado novamente para sustentar um império de negócios que está sofrendo durante a pandemia do coronavírus.

Leia também

O bilionário vendeu 15,6 milhões de ações - cerca de 6% da empresa de viagens espaciais - por meio de uma empresa que ele controla, ficando com uma participação de 11,9%, de acordo com um documento regulatório.

Os lucros irão apoiar os negócios de viagens e lazer de Branson, bem como ajudar a desenvolver uma série de empreendimentos novos e existentes, disse um representante do Virgin Group. O bilionário de 71 anos continua sendo o maior acionista da Virgin Galactic com uma participação de quase US$ 600 milhões (R$ 3.2 bilhões), com base no preço de fechamento das ações na segunda-feira (15).

Virgin tem uma série de companhias em diferentes indústrias

A marca Virgin, fundada por Branson como varejista por correspondência em 1970, desde então se tornou ligada a mais de 40 empresas em todo o mundo - de gravadoras a refrigerantes e o banco britânico Virgin Money UK.

Palihapitiya, presidente e outro grande titular da empresa de viagens espaciais, vendeu US$ 213 milhões (R$ 1.15 bilhão) em ações da Virgin Galactic em março. As ações da Virgin Galactic caíram 20% este ano, em parte devido a atrasos no início de seus voos comerciais. Ainda assim, as ações subiram mais de 60% desde que a empresa começou a negociar publicamente após a fusão em 2019 com uma empresa de aquisição de propósito especial criada por Chamath Palihapitiya.

A mudança eleva as vendas totais da Virgin Galactic de Branson para além de US$ 1 bilhão (R$ 5.44 bilhão) desde a eclosão da crise da Covid-19, de acordo com dados compilados pela Bloomberg News. Ele vendeu US$ 300 milhões (R$ 1.6 bilhão) em ações em agosto e US$ 150 milhões (R$ 816 milhões) quatro meses antes, depois de levantar mais de US$ 300 milhões no primeiro semestre de 2020. Ele tem um patrimônio líquido de cerca de US$ 6 bilhões (R$ 32 bilhões), de acordo com o Índice Bloomberg Billionaires.

A Virgin Galactic, com sede em Las Cruces, Novo México, espera voar passageiros pagantes para o espaço três vezes por mês em 2023.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos