1 / 3

Brasil é palco de primeiro registro científico de tarântula devorando cobra inteira

Brasil é palco de primeiro registro científico de tarântula devorando cobra inteira

O Brasil foi palco, ainda em 2015, de um dos "jantares" mais raros que podemos observar. Divulgada agora pela revista Herpetology Notes, a história que chocou cientistas envolve uma tarântula comendo uma cobra inteira.

O raríssimo evento aconteceu em Serra do Caverá, que fica no Rio Grande do Sul. A refeição, bastante detalhada pelos cientistas, ocorreu por volta das 13h30 do dia 23 de outubro de 2015.

Uma equipe de cientistas encontrou uma Erythotolamprus almadensis de aproximadamente 38 centímetros morta com uma rocha em cima. Também sobre ela estava uma tarântula Grammostola quirogai usando seu sistema digestivo externo para transformar a serpente em gosma.

A situação não era inédita pois já havia sido forçada em cativeiro anteriormente. Tarântulas possuem essa capacidade de ingerir presas muito maiores, mas jamais isso havia sido flagrado por humanos em espaço aberto na natureza.