Brasil 2x0 Sérvia: colunistas do GLOBO dão notas para a estreia na Copa do Mundo

Não foi fácil superar uma Sérvia fechada e aplicada taticamente, mas o Brasil superou a ansiedade e estreou na Copa do Mundo do Catar, na quinta-feira, com vitória por 2 a 0. Os gols marcados por Richarlison deram tranquilidade à equipe de Tite, que lidera o grupo G da competição.

Tabela da Copa: Datas, horários e grupos do Mundial do Catar

Simulador: você decide quem será campeão da Copa do Catar

A partida ficou marcada por um primeiro tempo nervoso. Na segunda etapa, a seleção deslanchou e conseguiu chegar aos gols com Richarlison, um tento de oportunismo e outro, um golaço de voleio. Os colunistas do GLOBO, que acompanharam em tempo real a partida, avaliaram a atuação da seleção. Confira as análises da cada um:

Carlos Eduardo Mansur

Grande partida da seleção. Submetida a inúmeros desafios táticos, reagiu com imensa maturidade, mesmo com jovens no setor ofensivo. Bastante animadores os sinais.

Uma exibição de maturidade, com um segundo tempo de 19 finalizações. NOTA: 9

Marcelo Barreto

Tite aproveitou os minutos finais para dar o primeiro gostinho de Copa aos garotos do ataque. Rodrygo, Antony, Martinelli agora já sabem como é estar na maior competição do mundo. Gostaria de ter visto Gabriel Jesus marcar e deixar para trás o trauma de 2018. Mas a estreia valeu muito, para todo o time.

Nota 9, só para resguardar o 10 para os grandes confrontos. Brasil foi bem na postura tática, suportou a pressão psicológica e achou soluções ofensivas que liberaram o talento individual. Além do brilho de Richarlison e Vini Jr., ótima estreia de Paquetá. NOTA: 9

Martín Fernandez

O esquema funcionou em todas as fases do jogo. Sólido do começo ao fim. Submeteu um rival relevante a um domínio total no segundo tempo. NOTA: 9

Paulo Cesar Vasconcellos

A estreia da Seleção reafirmou a potência da equipe. Sem perder o controle e com um segundo tempo implacável, o Brasil sai do primeiro jogo reforçando a ideia de que está na Copa do Mundo como forte candidato a disputar a final.

Teve organização, maturidade e equilíbrio para perseverar e não se desestabilizar diante de adversário que incomoda pela determinação, especialmente quando não está com a bola. NOTA: 9