Brasil abre 218.902 vagas formais de trabalho em julho, abaixo do esperado, mostra Caged

Oferta de vagas de trabalho em São Paulo

SÃO PAULO/BRASÍLIA (Reuters) - O Brasil abriu 218.902 vagas formais de trabalho em julho, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta segunda-feira pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

O resultado do mês passado, que ficou bem abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters de criação líquida de 260 mil empregos, é fruto de 1,887 milhão de admissões e 1,668 milhão de desligamentos.

O dado do mês passado é fruto de 1,887 milhão de admissões e 1,668 milhão de desligamentos. O saldo ficou abaixo dos 316.725 postos abertos em julho de 2021, pela série sem ajustes.

Com o resultado, o estoque de empregos formais no país atingiu 42,2 milhões, o maior para o mês da série com ajustes iniciada em 2010.

No acumulado dos sete primeiros meses do ano, foram abertas 1,561 milhão de vagas, ante uma abertura de 1,785 milhão de postos em igual período de 2021, segundo a série com ajustes.

Em julho, houve saldo positivo em todos os setores, com destaque para as vagas em serviços, com abertura de 81.873 postos, seguido de indústria, com 50.503. Houve criação de 38.574 empregos formais no comércio, 32.082 no setor de construção e 15.870 na agropecuária.

(Por Luana Maria Benedito e Bernardo Caram)