Brasil atinge a marca de 160 mil mortes registradas por Covid-19

·1 minuto de leitura
Um dos estados que mais sofreram no auge da pandemia, em maio, o Amazonas agora vê a curva da mortalidade voltando a patamares normais
Um dos estados que mais sofreram no auge da pandemia, em maio, o Amazonas agora vê a curva da mortalidade voltando a patamares normais

SÃO PAULO - O Brasil chegou na noite deste domingo (1) à marca de 160 mil mortes registradas por Covid-19. Apesar da cifra elevada, o país cruzou esse limite em momento em que o número diário de mortes cai. A média móvel diária de óbitos relativa aos últimos sete dias foi de 420, a menor desde o início de maio.

Nas últimas 24 horas o país registrou 202 mortes. Tradicionalmente, o número reportado aos domingos é menor, porque muitos registros têm notificação atrasada. Os dados são do boletim das 20h deste domingo do consórcio de veículos de imprensa formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S. Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo, a partir das atualizações das secretarias estaduais de Saúde.

Apesar da tendência de queda nas mortes continuar consisteente, o número de casos, incluindo as ocorrências não letais da doença, não indica queda nas mesmas proporções. Nas últimas 24 horas, o país registrou 10.084 casos. Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Brasil já registrou 5.544.815 em seu território.