Brasil cai três posições no Índice de Desenvolvimento Humano da ONU

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Brasil caiu três posições no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da ONU (Organização das Nações Unidas), segundo o relatório divulgado nesta quinta-feira (8).

O índice é composto pela expectativa de vida ao nascer, a escolaridade e a renda. Antes na 84ª posição, o Brasil agora é 87º na lista de 191 países analisados pelo PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento).

O IDH do Brasil em 2020 era 0,758 e caiu para 0,754 em 2021, um decréscimo de -0,004. Segundo a metodologia do índice, quanto mais perto de 1 estiver um país, melhor o IDH.

Essa é a primeira vez que o Brasil apresenta queda em dois anos seguidos. Em 2019, o país havia registrado 0,766 após 11 anos de crescimento.

O Brasil registrou apenas duas outras quedas no IDH ao longo desse período, em 2002 e 2015.

Para Rodrigo Prando, doutor em sociologia e professor Universidade Presbiteriana Mackenzie, a pandemia de Covid-19 explica a queda do Brasil no ranking, mas não somente.

"Como o índice trabalha com fatores como expectativa de vida, renda e escolaridade, todos afetados pela pandemia, temos esse impacto. É importante observarmos outros rankings a serem divulgados em breve, ainda mais os que dizem respeito à educação. O Brasil deve piorar em todos. Podemos creditar isso à conjuntura pandêmica, mas as ações governamentais só trabalharam para piorar um país que já era muito desigual", avalia.

Para Fabrício Polido, especialista em direito internacional e professor da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), a queda do desenvolvimento humano no Brasil por dois anos seguidos é muito preocupante, uma vez que o país retorna a níveis de 2016, quando o IDH foi de 0,755.

O professor explica que a queda reverte grande parte do progresso brasileiro nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda de 2030 da ONU, entre os quais estão a erradicação da pobreza, fome zero e agricultura sustentável, saúde e bem-estar, educação de qualidade e a igualdade de gênero.

As informações do relatório acendem um sinal vermelho em meio a um mundo em crise. Na avaliação de Polido, as perspectivas para o futuro não são boas.

"O globo está sem direção, de crise em crise, aprisionado por um ciclo de combate aos resultados da degradação das condições de vida, trabalho e meio ambiente, com concentração da pobreza em larga escala, e governos são incapazes de enfrentar as raízes dos problemas", afirma.

Polido aponta para um "impacto devastador para bilhões de pessoas em todo o mundo" causado pela pandemia da Covid-19 e pela guerra na Ucrânia. Questões como a elevação do custo de vida, crises energéticas e a dependência de combustíveis fósseis "golpearam duramente" países da América Latina, Caribe, África Subsaariana e e do sul da Ásia.

"A inversão de indicadores é praticamente universal, pois mais de 90% dos países registraram declínio em sua pontuação do IDH em 2020 ou em 2021 e mais de 40% tiveram queda em ambos os anos, o que revela que a crise ainda está se aprofundando para muitos", diz.

Em comparação com os países da América Latina e Caribe, o Brasil fica atrás de 15 nações: Chile, que tem o maior IDH da região, Argentina, Bahamas, Trindade e Tobago, Costa Rica, Uruguai, Panamá, Granada, Barbados, Antígua e Barbuda, São Cristóvão e Névis, República Dominicana, Cuba, Peru e México.

O levantamento da ONU traz ainda o Índice de Desenvolvimento de Gênero (GDI na sigla em inglês). O relatório aponta que a expectativa de vida ao nascer das mulheres caiu de 77,4 anos em 2020 para 76 anos em 2021. Os homens também registraram queda, passando de 70,7 anos para 69,6 no mesmo período. A diferença entre a expectativa de vida entre homens e mulheres em 2021 foi de 6,4 anos.

O GDI mede as desigualdades de gênero pela expectativa de vida feminina e masculina ao nascer, anos de escolaridade esperados de mulheres e homens para crianças e média de anos de escolaridade de mulheres e homens para adultos com 25 anos ou mais e pela renda estimada de mulheres e homens.

Na população brasileira, a expectativa de vida ao nascer registrada em 2021 foi a menor em 12 anos. A média era de 72,8 anos, ante 72,9 em 2009.

ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO ENTRE PAÍSES

Posição - País - IDH 2021 - Classificação

1 - Suíça - 0,96 - muito elevado

2 - Noruega - 0,96 - muito elevado

3 - Islândia - 0,96 - muito elevado

4 - Hong Kong, China (RAE) - 0,95 - muito elevado

5 - Austrália - 0,95 - muito elevado

6 - Dinamarca - 0,95 - muito elevado

7 - Suécia - 0,95 - muito elevado

8 - Irlanda - 0,95 - muito elevado

9 - Alemanha - 0,94 - muito elevado

10 - Países Baixos - 0,94 - muito elevado

11 - Finlândia - 0,94 - muito elevado

12 - Singapura - 0,94 - muito elevado

13 - Bélgica - 0,94 - muito elevado

13 - Nova Zelândia - 0,94 - muito elevado

15 - Canadá - 0,94 - muito elevado

16 - Listenstaine - 0,94 - muito elevado

17 - Luxemburgo - 0,93 - muito elevado

18 - Reino Unido - 0,93 - muito elevado

19 - Japão - 0,93 - muito elevado

19 - Coreia (República da) - 0,93 - muito elevado

21 - Estados Unidos - 0,92 - muito elevado

22 - Israel - 0,92 - muito elevado

23 - Malta - 0,92 - muito elevado

23 - Eslovénia - 0,92 - muito elevado

25 - Áustria - 0,92 - muito elevado

26 - Emirados Árabes Unidos - 0,91 - muito elevado

27 - Espanha - 0,91 - muito elevado

28 - França - 0,90 - muito elevado

29 - Chipre - 0,90 - muito elevado

30 - Itália - 0,90 - muito elevado

31 - Estónia - 0,89 - muito elevado

32 - Chéquia - 0,89 - muito elevado

33 - Grécia - 0,89 - muito elevado

34 - Polónia - 0,88 - muito elevado

35 - Barém - 0,88 - muito elevado

35 - Lituânia - 0,88 - muito elevado

35 - Arábia Saudita - 0,88 - muito elevado

38 - Portugal - 0,87 - muito elevado

39 - Letónia - 0,86 - muito elevado

40 - Andorra - 0,86 - muito elevado

40 - Croácia - 0,86 - muito elevado

42 - Chile - 0,86 - muito elevado

42 - Catar - 0,86 - muito elevado

44 - São Marino - 0,85 - muito elevado

45 - Eslováquia - 0,85 - muito elevado

46 - Hungria - 0,85 - muito elevado

47 - Argentina - 0,84 - muito elevado

48 - Turquia - 0,84 - muito elevado

49 - Montenegro - 0,83 - muito elevado

50 - Koweit - 0,83 - muito elevado

51 - Brunei Darussalã - 0,83 - muito elevado

52 - Federação Russa - 0,82 - muito elevado

53 - Roménia - 0,82 - muito elevado

54 - Omã - 0,82 - muito elevado

55 - Bahamas - 0,81 - muito elevado

56 - Cazaquistão - 0,81 - muito elevado

57 - Trindade e Tobago - 0,81 - muito elevado

58 - Costa Rica - 0,81 - muito elevado

58 - Uruguai - 0,81 - muito elevado

60 - Bielorrússia - 0,81 - muito elevado

61 - Panamá - 0,81 - muito elevado

62 - Malásia - 0,80 - muito elevado

63 - Geórgia - 0,80 - muito elevado

63 - Maurícia - 0,80 - muito elevado

63 - Sérvia - 0,80 - muito elevado

66 - Tailândia - 0,8 - muito elevado

67 - Albânia - 0,80 - elevado

68 - Bulgária - 0,80 - elevado

68 - Granada - 0,80 - elevado

70 - Barbados - 0,79 - elevado

71 - Antígua e Barbuda - 0,79 - elevado

72 - Seicheles - 0,79 - elevado

73 - Sri Lanca - 0,78 - elevado

74 - Bósnia-Herzegovina - 0,78 - elevado

75 - São Cristóvão e Neves - 0,78 - elevado

76 - Irão (República Islâmica do) - 0,77 - elevado

77 - Ucrânia - 0,77 - elevado

78 - Macedónia do Norte - 0,77 - elevado

79 - China - 0,77 - elevado

80 - República Dominicana - 0,77 - elevado

80 - Moldávia (República da) - 0,77 - elevado

80 - Palau - 0,77 - elevado

83 - Cuba - 0,76 - elevado

84 - Peru - 0,76 - elevado

85 - Arménia - 0,76 - elevado

86 - México - 0,76 - elevado

87 - Brasil - 0,75 - elevado

88 - Colômbia - 0,75 - elevado

89 - São Vicente e Granadinas - 0,75 - elevado

90 - Maldivas - 0,75 - elevado

91 - Argélia - 0,75 - elevado

91 - Azerbaijão - 0,75 - elevado

91 - Tonga - 0,75 - elevado

91 - Turquemenistão - 0,75 - elevado

95 - Equador - 0,74 - elevado

96 - Mongólia - 0,74 - elevado

97 - Egito - 0,73 - elevado

97 - Tunísia - 0,73 - elevado

99 - Ilhas Fiji - 0,73 - elevado

99 - Suriname - 0,73 - elevado

101 - Usbequistão - 0,73 - elevado

102 - Domínica - 0,72 - elevado

102 - Jordânia - 0,72 - elevado

104 - Líbia - 0,72 - elevado

105 - Paraguai - 0,72 - elevado

106 - Palestina (Estado da) - 0,72 - elevado

106 - Santa Lúcia - 0,72 - elevado

108 - Guiana - 0,71 - elevado

109 - África do Sul - 0,71 - elevado

110 - Jamaica - 0,71 - elevado

111 - Samoa - 0,71 - elevado

112 - Gabão - 0,71 - elevado

112 - Líbano - 0,71 - elevado

114 - Indonésia - 0,71 - elevado

115 - Vietname - 0,70 - elevado

116 - Filipinas - 0,70 - médio

117 - Botsuana - 0,69 - médio

118 - Bolívia (Estado Plurinacional da) - 0,69 - médio

118 - Quirguizistão - 0,69 - médio

120 - Venezuela (República Bolivariana da) - 0,69 - médio

121 - Iraque - 0,69 - médio

122 - Tajiquistão - 0,69 - médio

123 - Belize - 0,68 - médio

123 - Marrocos - 0,68 - médio

125 - El Salvador - 0,68 - médio

126 - Nicarágua - 0,67 - médio

127 - Butão - 0,67 - médio

128 - Cabo Verde - 0,66 - médio

129 - Bangladeche - 0,66 - médio

130 - Tuvalu - 0,64 - médio

131 - Ilhas Marshall - 0,64 - médio

132 - Índia - 0,63 - médio

133 - Gana - 0,63 - médio

134 - Micronésia (Estados Federados da) - 0,63 - médio

135 - Guatemala - 0,63 - médio

136 - Quiribáti - 0,62 - médio

137 - Honduras - 0,62 - médio

138 - São Tomé e Príncipe - 0,62 - médio

139 - Namíbia - 0,62 - médio

140 - República Democrática Popular do Laos - 0,61 - médio

140 - Timor-Leste - 0,61 - médio

140 - Vanuatu - 0,61 - médio

143 - Nepal - 0,60 - médio

144 - Essuatíni (Reino de) - 0,60 - médio

145 - Guiné Equatorial - 0,60 - médio

146 - Camboja - 0,59 - médio

146 - Zimbabué - 0,59 - médio

148 - Angola - 0,59 - médio

149 - Mianmar - 0,59 - médio

150 - República Árabe da Síria - 0,58 - médio

151 - Camarões - 0,58 - médio

152 - Quénia - 0,57 - médio

153 - Congo - 0,57 - médio

154 - Zâmbia - 0,56 - médio

155 - Ilhas Salomão - 0,56 - médio

156 - Comores - 0,56 - médio

156 - Papua-Nova Guiné - 0,56 - médio

158 - Mauritânia - 0,56 - médio

159 - Costa do Marfim - 0,55 - médio

160 - Tanzânia (República Unida da) - 0,55 - baixo

161 - Paquistão - 0,54 - baixo

162 - Togo - 0,54 - baixo

163 - Haiti - 0,54 - baixo

163 - Nigéria - 0,54 - baixo

165 - Ruanda - 0,53 - baixo

166 - Benim - 0,53 - baixo

166 - Uganda - 0,53 - baixo

168 - Lesoto - 0,51 - baixo

169 - Malaui - 0,51 - baixo

170 - Senegal - 0,51 - baixo

171 - Jibuti - 0,51 - baixo

172 - Sudão - 0,51 - baixo

173 - Madagáscar - 0,50 - baixo

174 - Gâmbia - 0,5 - baixo

175 - Etiópia - 0,50 - baixo

176 - Eritreia - 0,49 - baixo

177 - Guiné-Bissau - 0,48 - baixo

178 - Libéria - 0,48 - baixo

179 - Congo (República Democrática do) - 0,48 - baixo

180 - Afeganistão - 0,48 - baixo

181 - Serra Leoa - 0,48 - baixo

182 - Guiné - 0,47 - baixo

183 - Iémen - 0,46 - baixo

184 - Burquina Fasso - 0,45 - baixo

185 - Moçambique - 0,45 - baixo

186 - Mali - 0,43 - baixo

187 - Burundi - 0,43 - baixo

188 - República Centro-Africana - 0,40 - baixo

189 - Níger - 0,4 - baixo

190 - Chade - 0,39 - baixo

191 - Sudão do Sul - 0,39 - baixo