Brasil chega a 80 mil mortes por Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa no boletim das 20h

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO — O Brasil ultrapassou, nesta segunda-feira, a marca de 80 mil mortos pelo novo coronavírus. Nas últimas 24 horas foram notificadas mais 718 mortes pela doença, elevando o total de óbitos para 80.251. Com 21.749 casos registrados até as 20h de hoje, o Brasil chegou a 2.121.645 pessoas contaminadas pelo Sars-CoV-2.

O país registrou a primeira morte por Covid-19 em 17 de março e bateu a marca dos 10 mil mortos em 8 de maio. Alcançou 20 mil óbitos em 21 de maio, 30 mil em 1o de junho e 40 mil em 11 de junho. O Brasil chegou a 50 mil no dia 20 daquele mesmo mês e bateu a barreira dos 70 mil mortos em 1º de julho. Foram 125 dias desde a primeira morte até esta segunda-feira.

As informações são do levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo, que reúne informações das secretarias estaduais de Saúde.

O Sudeste concentra 45% das mortes por covid-19 no Brasil, seguido por Nordeste (32%), Norte (14%), Centro-Oeste (5%) e Sul (4%).

O Ministério da Saúde informou, nesta segunda-feira, que o Brasil tem 2.118.646 casos do novo coronavírus e soma 80.120 mortes pela doença. No registro das últimas 24 horas, foram contabilizados 20.257 novos casos e 632 óbitos (sendo 323 nos últimos três dias). Ainda de acordo com os dados, há 3.946 mortes em investigação e 1.409.202 recuperados.