“Brasil deu um salto perigoso na direção do abismo”, diz Milton Hatoum em Paris

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Milton Hatoum é um dos escritores brasileiros de maior visibilidade na França. Praticamente todos seus livros foram publicados em francês e o último deles, “A noite da espera, o primeiro da trilogia “O Lugar Mais Sombrio”, chegou às livrarias no final de 2021. Milton Hatoum veio à França a convite do Festival Internacional de Literatura de Lyon para falar de sua literatura e do Brasil.

“A Noite da Espera”, em francês “La Nuit de l’attente”, chegou às livrarias francesas pela Editora Actes Sud, com tradução de Michel Riaudel. O romance de formação começa em Paris, no final dos anos 1970. Ele é narrado por um jovem paulistano que se exilou na França e fala da juventude de um grupo de estudantes, principalmente em Brasília, durante os anos da Ditadura Militar no Brasil. O segundo volume da trilogia, “Pontos de Fuga”, já foi lançado em português, mas ainda não tem data prevista para ser editado em francês.

No Festival Internacional de Literatura de Lyon, Milton Hatoum participou de várias mesas redondas em Lyon, mas também em diversas cidades da região sudeste francesa, sobre História e memória, que são elementos fundamentais de sua obra literária. Ele constatou que muitos leitores franceses já haviam lido “A Noite da Espera”, que eles estão a par do que está acontecendo no Brasil e fizeram perguntas sobre a situação brasileira.


Leia mais

Leia também:
Luiz Ruffato lança novo romance na França e diz que “estamos num beco sem saída”
Brasil vive “paroxismo da intolerância”, diz Patrícia Melo que lança novo livro na França
Manuscrito de “A Hora da Estrela”, de Clarice Lispector, é publicado por editora francesa especializada

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos