Brasil deve encostar na Bélgica em novo ranking da Fifa

·1 min de leitura
Seleções se enfrentaram nas quartas da Copa de 2018. Foto: Emmanuel Dunand/AFP via Getty Images
Seleções se enfrentaram nas quartas da Copa de 2018. Foto: Emmanuel Dunand/AFP via Getty Images

Além de garantir a classificação antecipada para a Copa do Mundo do Catar, a vitória sobre a Colômbia por 1 a 0 e o empate sem gols diante da Argentina, fora de casa, vão deixar o Brasil mais perto do topo do ranking de seleções da Fifa.

Segundo o jornalista Rafael Reis, do Uol, na próxima edição que será divulgada no dia 25, o selecionado comandado por Tite seguirá na segunda colocação, mas com uma diferença de só dois pontos.

Leia também:

As projeções matemáticas mostram que a seleção belga chegou aos 1.826,4 pontos, contra 1.828,4 pontos da seleção canarinho. Na última parcial da classificação das melhores seleções do mundo, divulgada no fim de outubro, o algoz do Brasil na Copa de 2018 tinha 12 pontos a mais que os brasileiros.

Apesar de ter resultados idênticos ao Brasil, ao bater a Estônia e empatar com o País de Gales, os belgas devem ver a distância cair pelo fato de terem enfrentado selecionados de pior ranqueamento na última data Fifa.

México deve deixar o top 10

As primeiras posições da lista não devem ter muitas alterações na nova lista que será divulgada ainda nesse mês de novembro. A única seleção que deve sair das dez melhores do mundo é o México, após derrotas para Estados Unidos e Canadá, em jogos válidos pelas eliminatórias da Concacaf.

Quem deve se aproveitar e figurar no top 10 é a Holanda, saindo da 11ª posição para ficar em décima. O time comandado por Louis van Gaal garantiu vaga na Copa do Mundo, após ficar ausente da última edição, realizada na Rússia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos