Brasil e OEA defendem eleições para solucionar crise na Venezuela

BRASÍLIA (Reuters) - O Brasil e a Organização dos Estados Americanos (OEA) defenderam nesta segunda-feira a realização de eleições para a Venezuela conseguir superar a grave crise que enfrenta.

Em declaração à imprensa, no Itamaraty, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, disse que é preciso insistir no calendário eleitoral e na liberação dos presos políticos, além das prerrogativas da Assembleia Nacional da Venezuela.

O secretário-geral da OEA, Luis Almagro, afirmou que eleições são a única saída para a crise institucional enfrentada pelo país sul-americano, que precisa de um governo legítimo.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)