Brasil em Pauta discute processamento de dados e responsabilidade

·1 minuto de leitura

O processamento de um grande volume de dados é considerado cada vez mais estratégico em empresas e governos. Por se tratarem de uma fonte inesgotável de informação, os dados representam grande poder, o que também exige ética e responsabilidade.

No Brasil em Pauta desta semana, o presidente da Dataprev, Gustavo Canuto, detalhou o trabalho desenvolvido pela empresa, que fornece soluções de tecnologia da informação e comunicação para o aprimoramento e a execução de políticas sociais do Estado.

“Temos acesso a 35 bilhões de informações de todos os cidadãos brasileiros no Cadastro Nacional de Informações Sociais. Graças a esse cadastro e à capacidade de fazer essa análise de dados que conseguimos fazer o auxílio emergencial, dentre outras políticas do governo federal.”

Canuto lembrou que a Dataprev atende, atualmente, mais de 36 milhões de aposentados e pensionistas todos os meses. Em agosto, segundo ele, foram R$ 50,8 bilhões pagos, além de outros benefícios que incluem salário-maternidade, seguro-desemprego e abono salarial.

“Ano passado, especificamente em virtude do auxílio, fizemos o comando de R$ 1 trilhão. Há muito tempo, a Dataprev já comanda pagamentos superiores a R$ 700 bilhões em virtude desses benefícios previdenciários, trabalhistas e assistenciais”, o que equivale a 10% da economia nacional.

O Brasil em Pauta vai ao ar às 19h30 de hoje na TV Brasil.

Clique aqui para saber como sintonizar a programação da TV Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos