'Brasil foi o primeiro país do mundo a descobrir Sandman', diz Neil Gaiman

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Autor da premiada série de história em quadrinhos "Sandman", Neil Gaiman usou as redes sociais para enaltecer os leitores brasileiros e dizer que o país foi o primeiro lugar onde a obra fez sucesso. "O primeiro país a descobrir Sandman foi o Brasil. Os quadrinhos foram publicados lá e traduzidos em edições bem melhores do que os quadrinhos americanos", disse o escritor, por meio do Twitter.

Após cirurgia: Marcos Oliveira, o Beiçola, volta a pedir ajuda: 'Tenho que comer e pagar a farmácia'

Entenda: Ministério Público espanhol pede 8 anos de prisão para Shakira por fraude fiscal

"O Brasil foi o primeiro lugar em que um público subiu ao palco comigo (ok, esse momento foi um pouco assustador) e o primeiro lugar em que vi uma adaptação de Sandman. Então este sou eu dando um alô especial para o Brasil e para todos os leitores brasileiros. Bons sonhos!", acrescentou Gaiman.

Uma aguardada adaptação televisiva da graphic novel estreia no dia 5 de agosto na Netflix. Com dez episódios em sua primeira temporada, a produção conta com supervisão do quadrinista britânico e será estrelada por Tom Sturridge no papel de Sonho, que percorre diferentes mundos e linhas do tempo, após ser aprisionado por 75 anos por engano, no lugar de sua irmã, Morte (Kirby Howell-Baptiste).

No mesmo post que fez para exaltar o Brasil, Gaiman lembrou o período em que esteve no país, em 2001. Em comentário no Twitter, o jornalista Matias Maxx resgatou uma foto do autor na Praia Vermelha, na Urca, no Rio de Janeiro. "Isso é maravilhoso!", respondeu Gaiman.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos