Brasil já colheu quase metade da safra de café, diz consultoria

·1 minuto de leitura
Trabalhador enchendo sacas de grãos de café para exportação em Santos, Brasil.

SÃO PAULO (Reuters) - A colheita de café do Brasil atingiu 48% do total projetado para a temporada 2021/22 até o dia 29 de junho, avanço semanal de oito pontos percentuais, mas ainda segue com atraso na comparação com a média histórica de cinco anos (51%) para esta época, apontou levantamento divulgado nesta quinta-feira pela Safras & Mercado.

O maior produtor e exportador de café já colheu 26,89 milhões de sacas, considerando uma safra estimada pela consultoria em 56,5 milhões de sacas de 60 quilos, segundo relatório da consultoria.

O ritmo de colheita está igual ao visto no mesmo período do ano passado --em 2020, o país teve uma produção recorde.

Em 2021, produtores estão colhendo menos devido ao ciclo de baixa do café arábica e também por conta dos efeitos de uma prolongada seca durante o desenvolvimento das lavouras.

Segundo o consultor de Safras & Mercado Gil Barabach, os trabalhos agora ganham mais ritmo e a colheita se aproxima da metade da safra.

"O clima seco continua favorecendo a retirada do café da lavoura assim como o beneficiamento", disse.

A colheita de arábica chega a 34% da produção, contra 39% em igual época do ano passado e 42% da média histórica para o período.

No conilon, os trabalhos já alcançam 68% da safra, abaixo dos 70% de igual período do ano passado e aquém dos 77% de média para o período nos últimos cinco anos.

(Por Roberto Samora)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos