Brasil tem menos de 40 dias de diesel em estoque, revela governo

Crise do diesel está ocorrendo no mundo inteiro após a redução na oferta causada pela guerra. (Rogelio V. Solis/AP Photo)
Crise do diesel está ocorrendo no mundo inteiro após a redução na oferta causada pela guerra. (Rogelio V. Solis/AP Photo)
  • Situação do abastecimento no país preocupa Petrobras;

  • No segundo semestre a demanda por combustível deve aumentar;

  • Guerra na Ucrânia tem pressionado a demanda mundial por combustíveis.

O Brasil tem estoque de óleo diesel S10 suficiente para suprir a demanda nacional por apenas mais 38 dias, revelou o Ministério de Minas e Energia (MME) nesta sexta-feira (27). O volume representa aumento de 26,7% desde o último monitoramento do ministério, que antes projetava 30 dias de autonomia.

“Se as importações desse combustível fossem cessadas hoje, os estoques, em conjunto com a produção nacional, seriam suficientes para suprir o país por 38 dias”, diz a nota da pasta. De acordo com o MME, o combustível possui papel de destaque na matriz brasileira de transporte e nível de dependência externa da ordem de 30%.

A informação sobre os estoques nacionais veio depois que a Petrobras enviou um ofício na última semana ao ministério, alertando para a gravidade da situação do abastecimento no país no segundo semestre, o que já havia feito informalmente em outras ocasiões.

A decisão de comunicar oficialmente o governo foi tomada em reunião do Conselho de Administração da estatal na última terça-feira (25), depois de um longo debate sobre o tema.

“Destaca-se que os fatos elencados pela Petrobras em sua carta, como a redução da oferta e dos estoques mundiais de óleo diesel, em função da conjuntura energética mundial, e o aumento da demanda pelo produto, no segundo semestre do ano, são fatos amplamente conhecidos e monitorados”, informa o MME.

Entre as medidas, o ministério criou em março o Comitê Setorial de Monitoramento do Suprimento Nacional de Combustíveis e Biocombustíveis, grupo técnico para monitorar os estoques durante a guerra do Leste europeu.

Crise mundial

A crise do diesel está ocorrendo no mundo inteiro após a redução na oferta causada pela guerra entre a Rússia e a Ucrânia. Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia, Estados Unidos e União Europeia impuseram sanções contra o país, que é o segundo maior produtor e exportador de petróleo do mundo. Com isso, a oferta da commodity diminuiu globalmente e os seus preços dispararam.

No caso do Brasil, o segundo semestre é mais preocupante, pois historicamente tem aumento de demanda expressiva por diesel, com o aumento da circulação de caminhões por causa da safra de grãos. O Brasil produz mais petróleo do que consome e se declara "autossuficiente".

Porém, devido ao tipo de petróleo extraído e à insuficiência na capacidade de refino, ainda precisa importar tanto petróleo cru quanto derivados como a gasolina e o diesel.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos