Brasil não tem perspectiva no momento de estabilização ou diminuição de Covid-19, diz ministério

(Reuters) - O Brasil segue com crescimento dos casos de Covid-19 e não tem perspectiva no momento de estabilização ou diminuição do avanço da doença respiratória provocada pelo novo coronavírus, afirmou nesta quinta-feira o Ministério da Saúde, acrescentando que quase 54% dos municípios brasileiros têm infecções confirmadas.

O secretário substituto de Vigilância em Saúde do ministério, Eduardo Macário, acrescentou em entrevista coletiva que o país chegou à marca de 500 mil testes moleculares realizados nos laboratórios oficiais, dos quais 372.015 tiveram resultado divulgado até o momento.

O número representa um aumento em relação aos 482.743 testes realizados, com 337.595 processados, divulgados na terça-feira, mas ainda estão bem abaixo da meta do país de fazer 24 milhões de exames moleculares até o final do ano. No total, incluindo os testes rápidos, o governo espera realizar 46 milhões de testes ao longo do ano.

O secretário também informou que o país tem 31.790 profissionais de saúde com casos confirmados de Covid-19, e 199.768 com suspeita.

O Brasil superou nesta semana o total de casos de Alemanha e França, se tornando o sexto país do mundo com maior número de registros de Covid-19, com 188.974 casos, de acordo com dados divulgados pelo ministério na quarta-feira. Os número desta quinta serão divulgados mais tarde.


(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)