Brasil passa de 5,7 milhões de pessoas com Covid-19, mostra consórcio de imprensa

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Brasil registrou 204 mortes pela Covid-19 e 25.517ccasos da doença, nesta terça-feira (10). Com isso, o país chega a 162.842 óbitos e a 5.701.283 pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Mais uma vez, SP, RJ e MG não apresentaram dados da Covid-19, nesta terça. A situação se repete desde sexta (6) para o caso de São Paulo, por um problema no sistema do Ministério da Saúde. O estado do Rio de Janeiro afirma que "devido à instabilidade ocorrida em sistemas do Ministério da Saúde desde quinta-feira (05/11), não foi possível atualização completa de nossas bases de dados". Os dados são fruto de colaboração inédita entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais. O jornal Folha de S.Paulo também mostra a chamada média móvel. O recurso estatístico busca dar uma visão melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão. A média móvel é calculada somando o resultado dos últimos sete dias, dividindo por sete. De acordo com os dados coletados até as 20h, a média de mortes nos últimos sete dias é de 328, o que representa um cenário de queda em relação à média de 14 dias atrás. Nas últimas semanas, o país variou entre situações de queda da média e estabilidade. Já o balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (10) aponta 25.012 novos casos confirmados de Covid-19 nas últimas 24h, com 201 novas mortes. Cinco estados, porém, não atualizaram todos os dados: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás e Mato Grosso do Sul. A situação ocorre devido a problemas técnicos no sistema da pasta, que ocorrem desde a última quinta (5). A rede foi desativada após a identificação de um vírus, e alguns sistemas ainda registram problemas. "As informações serão atualizadas ou corrigidas após restabelecimento da rede do Ministério da Saúde", informa a pasta. Com os novos dados, o balanço federal soma 5.700.044 casos confirmados, com 162.829 mortes desde fevereiro. A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.