"Brasil precisa de pequenas e médias editoras", defende organizadora de salão de livros em Paris

·1 min de leitura

Escrever e lançar um livro no Brasil é tarefa árdua para os escritores que debutam no mercado editorial. Esta é a avaliação da escritora e editora Jô Ramos. Para ela, o país precisa de "mais pequenas e médias editoras" para dar espaço a uma "leva muito produtiva de novos autores". A editora está orgnanizando nesta sexta-feira (17) um salão de livros no Quartier Latin, no coração de Paris.

"A gente tem uma leva muito produtiva de novos autores no Brasil e eles não estão tendo o respaldo necessário para lançar e divulgar seus livros", considera a editora Jô Ramos, dona da ZL Books.

Para ela, era preciso criar mais pequenas e médias editoras "onde estes autores pudessem lançar suas obras e, ao mesmo tempo, salões e eventos para lançar esses livros e fazer a comunicação direta entre o escritor e seu futuro leitor.”

Seu projeto de salão de livros nasceu em 2013 com o objetivo de ocupar um pouco deste espaço. O salão já passou por Berlim, Montreal, Nova York, Rio de Janeiro, Lisboa e, neste ano, chegou em Paris.

"O salão se concentra em escritores que estão iniciando no mercado editorial, e esta é uma vitrine para esses autores que estão à margem das grandes editoras", explica.

O evento, realizado no Hôtel de Mines, em Paris, contará com a presença de escritores brasileiros e franceses em várias temáticas, de biografias a títulos de geopolítica.

O salão de livros acontece nesta sexta (17) das 12h às 18h.


Leia mais

Leia também:
Médica brasileira participa de livro francês que populariza dúvidas sobre a saúde
Escolha de Vargas Llosa para Academia Francesa de Letras gera críticas em meio literário da França
Artista venezuelana-brasileira publica na França romance gráfico sobre influência de Frida Kahlo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos