Brasil projeta colheita recorde de 213,7 milhões de toneladas em 2017

(Arquivo) Soja em Campo Verde, Mato Grosso, no dia 30 de janeiro de 2011

O Brasil terá uma colheita recorde de 213,7 milhões de toneladas de grãos em 2017, informou nesta terça-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que prevê um salto de 16,1% em relação à colheita do ano passado.

Caso seja confirmado esse prognóstico, a produção superará a marca vigente de 209,7 milhões de toneladas de 2015.

"Se espera um aumento em todas as regiões do país", apontou o IBGE em seu relatório para 2017 elaborado em dezembro.

O IBGE prevê um aumento de 9,6% na produção de soja, de 31% no milho e de 9,5% na de arroz, os três principais cultivos brasileiros.

O relatório detalhou que o país colherá 11,5 milhões de toneladas de arroz, 82,9 de milho e 104,9 de soja, neste caso também com expectativas de recorde caso sejam mantidas as condições favoráveis.

Na temporada passada, o Brasil sofreu uma queda forte em sua produção agrícola devido a problemas climáticos e colheu um total de 184 milhões de toneladas.

"Houve retrocessos na produção de soja (1,8%), arroz (14%) e milho (25,7%)", indicou o IBGE.

Essas três produções representam mais de 92% do total colhido no país.

Além de um clima desfavorável, em 2016 foi registrado uma redução de 0,9% na área de colheita.