Brasil registra um estupro a cada 8 minutos, aponta Anuário de Segurança Pública

·1 minuto de leitura
Black and white portrait of a woman hiding her face with hands. Stop violence against woman or mental health concept. Studio shot.
(Foto: Getty Images)

A cada oito minutos, um estupro acontece no Brasil. É o que revela o Anuário Brasileiro de Segurança Pública. No total, em 2019, foram registrados 66.123 boletins de ocorrência por estupro e estupro de vulnerável.

Entre as vítimas, 85,7% são do sexo feminino e, em 84,1% dos casos, o criminoso era próximo das vítimas, sejam familiares ou pessoas de confiança.

Em 2015, o índice era de um estupro a cada 11 minutos. No entanto, segundo o anuário, o número de 2019 caiu em comparação ao ano anterior: os estupros em geral diminuíram 11,8% e os estupros de vulnerável, 22,5%.

Apesar de o número ter caído de 66.907 para 66.123, o Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta que a subnotificação. É comum que as vítimas não denunciem o crime com medo, vergonha, culpa ou por se sentirem desestimuladas pelas autoridades.

Leia também

Entre os casos de violência sexual, 70,5% foram estupros de vulnerável, ou seja, quando a vítima tem menos de 14 anos ou quando não pode resistir ao ato, por estar alcoolizada ou por algum tipo de doença.

O levantamento ainda mostra que 57,9% das vítimas de estupro tem, no máximo, 13 anos. As vítimas entre 5 e 9 anos são 18,7% e bebês até 4 anos são 11,2%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos