Brasil registra 1.015 mortes por Covid-19 e total se aproxima de 280 mil

Gabriel Araujo
·2 minuto de leitura
Funeral de vítima da Covid-19 em cemitério no Rio de Janeiro (RJ)

Por Gabriel Araujo

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil registrou nesta segunda-feira 1.057 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no país a 279.286, informou o Ministério da Saúde.

Também foram contabilizados 36.239 novos casos de coronavírus, com o total de infecções no país avançando para 11.519.609, acrescentou a pasta.

Embora elevadas, as cifras desta segunda ficam abaixo das marcas de mais de 2 mil mortes e cerca de 80 mil casos diários reportados em alguns dias ao longo da última semana. Isso ocorre em função do represamento de testes aos finais de semana, que costuma impactar nos dados de domingos e segundas-feiras.

Enfrentando seu pior momento na pandemia, o Brasil é o país que registra atualmente os maiores números diários de mortes e infecções notificadas no mundo na média dos últimos sete dias, de acordo com contagem da Reuteras.

"Observamos altos índices de contaminação e ocupação de leitos em vários pontos do país simultaneamente. O SUS não colapsou em 2020, e será colocado à prova em 2021", disse o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, nesta segunda-feira.

Ele atribuiu a situação atual do país, com uma disparada nas contagens de casos e óbitos e sobrecargas nos sistemas de saúde, ao que chamou de "novo ciclo" da doença, destacando o surgimento de variantes mais contagiosas do coronavírus.

Estado mais afetado pela Covid-19 em números absolutos, São Paulo atingiu as marcas de 2.208.242 casos e 64.223 mortes.

O secretário de Saúde paulista, Jean Gorinchteyn, anunciou em entrevista coletiva nesta segunda que a taxa de ocupação de leitos de UTIs no Estado atinge neste momento 88,4%, sendo que 63 dos 645 municípios já atingiram 100% de ocupação.

Conforme os números do Ministério da Saúde, Minas Gerais é o segundo Estado com maior número de infecções pelo coronavírus registradas, com 974.594 casos, mas o Rio de Janeiro é o segundo com mais óbitos contabilizados, com 34.330 mortes.

O governo ainda reporta 10.111.954 pessoas recuperadas da Covid-19 e 1.128.369 pacientes em acompanhamento.