Brasil registra 908 mortes por Covid-19 e chega a 164.281

Por Gabriel Araujo
·2 minuto de leitura
.
.

Por Gabriel Araujo

SÃO PAULO (Reuters) - O Brasil registrou nesta quinta-feira 908 novos óbitos em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de mortes pela doença no país a 164.281, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Também foram notificados 33.207 novos casos da doença provocada pelo coronavírus, com o total de infecções confirmadas no país atingindo 5.781.582, à medida que o ministério recupera números que ficaram desatualizados em função de problemas técnicos nos últimos dias.

Todos os Estados tiveram dados atualizados nesta quinta, após seis dias de defasagem, mas algumas localidades ainda não adicionaram todos os números atrasados, como o caso de São Paulo, conforme indicou o secretário da Saúde paulista, Jean Gorinchteyn, em entrevista coletiva.

"(Os dados atualizados) estão sendo inseridos de forma gradual pelos municípios. As prefeituras também tiveram essas dificuldades de inserção de óbitos no sistema, e frente à sua normalidade, nos próximos dias esses dados estarão muito mais reais e muito mais informativos", disse o secretário.

São Paulo é o Estado brasileiro mais afetado pela Covid-19, tendo reportado nesta quinta as marcas totais de 1.156.652 infecções e 40.202 óbitos.

O Rio de Janeiro ocupa o segundo lugar entre os Estados com maior número de mortes pela doença, com o registro de 21.090 óbitos e 322.383 casos até o momento.

Na contagem de infecções confirmadas, porém, o Rio fica abaixo de Minas Gerais e da Bahia -- Minas soma 376.537 casos e 9.259 mortes, enquanto o Estado nordestino registrou 369.259 infecções e 7.882 óbitos.

O ministério também voltou a atualizar os números de pessoas recuperadas da doença e de pacientes em acompanhamento -- 5.256.767 e 360.534, respectivamente.

O Brasil é o segundo país com maior número de mortes por coronavírus no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, e o terceiro em casos, abaixo dos EUA e da Índia.